PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Balanço mundial da pandemia de coronavírus neste domingo às 08h00

22/11/2020 08h54

Paris, 22 Nov 2020 (AFP) - A pandemia de coronavírus provocou ao menos 1.381.915 mortes no mundo desde que o escritório da OMS na China notificou a aparição da doença em dezembro, segundo um balanço realizado pela AFP neste domingo (22) às 08h00 de Brasília com base em fontes oficiais.

Desde o início da epidemia, mais de 58.165.460 pessoas contraíram a doença. Delas, ao menos 37.053.500 se recuperaram, segundo as autoridades.

No sábado, foram registradas no mundo 9.021 novas mortes e 580.396 casos. Os países que registraram mais óbitos segundo os últimos balanços oficiais são Estados Unidos com 1.503, Itália (692) e México (550).

A quantidade de mortos nos Estados Unidos chega a 255.905 com 12.090.469 contágios. As autoridades consideram que 4.529.700 pessoas se recuperaram.

Depois dos Estados Unidos, os países com mais vítimas mortais são Brasil, com 168.989 mortos e 6.052.786 casos, Índia com 133.227 mortos (9.095.806 casos), México, com 101.373 mortos (1.032.688 casos) e Reino Unido, com 54.626 mortos (1.493.383 casos).

Entre os países mais afetados, a Bélgica registra a maior taxa de mortalidade, com 134 mortes a cada 100.000 habitantes, seguida pelo Peru (108), Espanha (91) e Argentina (82).

A China, sem considerar os territórios de Hong Kong e Macau, registrou um total de 86.431 pessoas infectadas, das quais 4.634 morreram e 81.481 se recuperaram totalmente.

Neste domingo às 08h00 de Brasília e desde o início da epidemia, América Latina e Caribe somam 433.865 mortes (12.431.882 casos), Europa 369.144 (16.253.491), Estados Unidos e Canadá 267.302 (12.414.386), Ásia 187.681 (11.869.395), Oriente Médio 73.549 (3.106.525), África 49.433 (2.059.651) e Oceania 941 (30.131).

Este balanço foi realizado com dados das autoridades nacionais coletados pelos escritórios da AFP e com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Devido às correções das autoridades ou à publicação tardia dos dados, o aumento dos números publicados em 24 horas pode não corresponder exatamente com os números do dia anterior.

bur-sim/tup/zm/aa

Notícias