PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Mãe nudista conta como virou 'coach de sexo' após ficar desempregada

Molly Spock virou professora de sexo e quer ajudar as pessoas a encontrem seu poder sexual - Reprodução/Instagram
Molly Spock virou professora de sexo e quer ajudar as pessoas a encontrem seu poder sexual Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/11/2020 15h34

Molly Spock, que perdeu seu emprego de garçonete por causa da pandemia da covid-19, encontrou uma nova profissão: 'coach de sexo'. Ela, que gosta de caminhar em praias de nudismo, começou a ensinar pessoas a encontrar o seu "poder sexual".

Molly afirma que encontrou um novo sentido de liberdade depois de iniciar as sessões.

Além das conversas sobre sexo, ela começou a oferecer serviços profissionais de carinho, onde abraça os clientes para aliviar o estresse. Em entrevista ao site Daily Star, Molly disse que "o toque e o sexo são atividades essenciais para o ser humano: é como água e comida".

Sua satisfação em ficar nua vem de muito tempo. Quando criança, Molly não se sentia bem com as roupas e, sempre que estava dentro de casa, preferia ficar despida.

"Eu sempre removo as marcas das minhas camisas e calças porque irritam a minha pele e me fazem sentir muito desconfortável. Quando estou nua, gosto de não ter que me preocupar com roupas confortáveis".

Molly conta que um dos primeiros locais públicos em que esteve sem roupa foi em um resort nudista em Palm Springs, na Califórnia, em 2009. "Eu estava um pouco nervosa dirigindo por lá. Uma vez eu estava andando e via como cada um relaxava com o corpo. Imediatamente me senti em casa".

Nos momentos em que está nua, ela diz ser mais segura de si própria: "Quando estou nua, estou em meu elemento e me sinto mais autêntica. Sinto-me sexy e confiante, o que acho que decorre de não haver nada para me esconder atrás".

Segundo Molly, o marido logo se acostumou com seus hábitos, e também começou a se despir em casa.

Por outro lado, a filha Joey, de três anos, não compartilha dos mesmos gostos. A menina se provou ser o contrário da mãe, gostando de se vestir e brincar com maquiagem.

Molly comenta a situação que passa junto com a filha: "Ela tem apenas três anos, então não tem muitas opiniões sobre naturismo ainda. É engraçado porque estou nua o tempo todo em casa, mas ela prefere usar roupas".

Notícias