PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Investigação sobre possível fraude fiscal de Trump atinge Ivanka, diz jornal

Ivanka Trump, filha de Donald Trump, aparece em investigação fiscal, segundo o jornal - Joe Raedle/Getty Images
Ivanka Trump, filha de Donald Trump, aparece em investigação fiscal, segundo o jornal Imagem: Joe Raedle/Getty Images

20/11/2020 13h03

As autoridades de Nova York que investigam possíveis fraudes fiscais do presidente norte-americano, Donald Trump, e da Trump Organization estenderam as investigações e, agora, também incluíram a filha do mandatário, Ivanka, no caso, revelou uma matéria do jornal "The New York Times" nesta quinta-feira (19).

Segundo o jornal, as deduções fiscais obtidas por Trump estavam ligadas a algumas consultorias e, uma parte delas, teriam acabado com Ivanka. Esses benefícios, que podem ter sido obtidos de maneira ilegal para pagar menos impostos, estão na mira tanto do procurador distrital de Manhattan, Cyrus Vance, como da procuradora-geral do estado de Nova York, Letitia James.

Recentemente, o "NYT" revelou que Donald Trump pagou apenas US$ 750 de imposto de renda nos anos de 2016 e 2017, além de não ter pago taxas por cerca de 20 anos. Essa redução, sempre de acordo com o jornal, teria ocorrido por conta da dedução de US$ 26 milhões em consultorias realizadas entre 2010 e 2018.

Uma parte desses pagamentos teriam sido feita para Ivanka, que em 2017, uma vez já dentro da Casa Branca, tinha declarado ter recebido valores de uma empresa de consultoria de que era proprietária em um valor de cerca de US$ 747 mil. A cifra corresponderia, exatamente, com algumas deduções fiscais indicadas pela Trump Organization por consultorias relativas a projetos ligados à construção de um hotel no Havaí e de um em Vancouver, no Canadá.

Após a publicação da matéria, a filha do presidente usou o Twitter para dizer que a investigação em Nova York "é assédio puro e simples" e que ela é motivada "100% pelos democratas nova iorquinos".

Desde a campanha eleitoral de 2016, Trump se nega a mostrar quanto pagou em seu imposto de renda anual. O mandatário ressalta que os números estão passando por auditoria desde então e nunca os revelou. A promessa foi refeita durante a campanha eleitoral deste ano e, até agora, o republicano não mostrou os documentos - rompendo uma tradição presidencial mantida há décadas. A Justiça de Nova York, no entanto, já ordenou que os documentos sejam tornados públicos, mas a defesa do presidente ainda recorre da decisão.

Notícias