PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Pesquisadores nos EUA submetem golfinhos e alpacas a testes de covid-19

Golfinhos estão entre animais testados por pesquisadores que buscam entender como a covid-19 se comporta em animais - REUTERS
Golfinhos estão entre animais testados por pesquisadores que buscam entender como a covid-19 se comporta em animais Imagem: REUTERS
do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/10/2020 17h25

Ao menos dois mil animais já foram submetidos a testes de covid-19 nos Estados Unidos, segundo dados oficiais do governo norte-americano. Os resultados são avaliados por pesquisadores da escola de Medicina Veterinária e Ciências Biomédicas, da Universidade Texas A&M.

Embora a maior parte dos testes seja concentrada em animais domésticos, como cães e gatos, a lista de bichos já testados conta com golfinhos, tatus, porquinhos-da-índia, leopardos, furões, suricatos, camelos e até uma alpaca. O objetivo da pesquisa é entender o comportamento da covid-19 em animais e saber se podem infectar ou ser infectados por humanos.

Segundo reportagem da CNN, cães e gatos que tiveram contato com humanos infectados pelo novo coronavírus respondem a 80% dos casos positivos de covid-19 entre os animais — até o momento, a pesquisa detectou pelo menos 19 bichos infectados.

Um dos gatos que apresentou resultado positivo para a covid-19 recebeu o diagnóstico após a dona, Kaitlyn Romoser, ter sido infectada.

"Se eu soubesse que animais também ficavam doentes, teria tentado manter o distanciamento social. Mas ele não fica longe de mim", declarou Romoser em entrevista à emissora.

Pesquisadora em um laboratório científico universitário, Romoser afirmou ter contraído o vírus em março e, depois, ter sofrido reinfecção em setembro. Na segunda fez, o gato também ficou doente.

"Ele dorme na mesma cama que eu. Não há nenhum tipo de distanciamento social", disse ela.

Notícias