PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Conselho de Segurança da ONU rejeita projeto russo sobre as mulheres

30/10/2020 19h48

Nações Unidas, Estados Unidos, 30 Out 2020 (AFP) - A Rússia fracassou nesta sexta-feira (30) na tentativa de que o Conselho de Segurança da ONU aprovasse uma resolução para incentivar a participação das mulheres nas esferas de poder e nos processos de paz.

O rascunho do texto, apoiado por apenas 5 dos 15 integrantes do organismo, menciona em uma dúzia de parágrafos recomendações para que os Estados-membros da ONU melhorem a condição da mulher.

A maioria dos integrantes do Conselho o considerou muito frágil e sem valor agregado, e avaliou, inclusive, que constituía um retrocesso em comparação com os textos aprovados nos últimos 20 anos.

Moscou precisava de nove votos para que a resolução, ponto culminante de sua presidência no Conselho de Segurança em outubro, fosse adotada sem que um dos integrantes permanentes do fórum recorresse a seu direito de veto.

Os cinco membros que votaram a favor da resolução foram Rússia, China, Indonésia, África do Sul e Vietnã.

Os outros dez membros do Conselho, incluindo os Estados Unidos e os cinco países europeus, se abstiveram.

Durante as negociações, foi eliminada uma referência aos direitos humanos e o texto não menciona o papel da sociedade civil na promoção dos direitos das mulheres, destacaram vários diplomatas ocidentais.

A respeito da luta contra a pandemia de covid-19, o projeto russo não refletiu o protagonismo das mulheres, criticaram algumas missões.

Sobre o tema da mulher, como no da luta contra o terrorismo, alvo de um veto americano em agosto a um texto indonésio, "é incrível que não haja unidade, senão divisões reais" dentro do Conselho de Segurança, lamentou um diplomata sob a condição do anonimato.

prh/leo/dg/gma/mvv

Notícias