PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Schelp: SUS mostra que governo é contaminado pelo espírito de passar boiada

do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/10/2020 14h00

Para o colunista do UOL Diogo Schelp, o governo Jair Bolsonaro (sem partido) é contaminado 'pelo espírito de passar a boiada' e o decreto desta semana sobre o SUS (Sistema Único de Saúde) foi mais uma prova disso.

Para Schelp, a ideia do governo não era testar o "termômetro" da reação da população ao publicar o decreto que foi criticado por diversos setores que viram na medida uma possível privatização do SUS.

"Acredito que o governo age de improviso, sem pesar as consequências. Além disso, o governo é incapaz de se comunicar com honestidade com a população, e é contaminado pelo espírito de passar a boiada", disse em referência à polêmica declaração do ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) em reunião ministerial. (Ouça a partir do minuto 10:40)

A análise foi feita durante o episódio do podcast Baixo Clero #63, apresentado por Carla Bigatto, com a participação dos colunistas do UOL Carolina Trevisan e Diogo Schelp.

Sobre o assunto, Trevisan disse discordar da opinião de Schelp, e disse que a ação não parece ter sido improvisada, e, sim, parte de uma estratégia do governo.

"Me parece, muito, que o governo faz essa prática de experimentação com as coisas que eles dizem, para entender qual vai ser a repercussão", falou. (Ouça a partir do minuto 11:06)

Durante o podcast, Schelp também explicou a diferença entre privatização e parceria público-privada (PPP). "[Na privatização] a empresa passa a ser de uma empresa privada e toda a operação, todo o investimento também. Uma PPP é uma espécie de concessão", disse.

"No caso das UBS seria algo nesse sentido, uma empresa privada terminaria de construir essas unidades de saúde, opera, e recebe do estado por atendimento", disse. (Ouça a partir do minuto 06:45)

Na discussão sobre o assunto, Trevisan deu o exemplo da administração do presídio em Manaus, que conta com a administração de uma empresa privada. "O fato de ter a participação privada não significa que seja eficiente, que vai dar mais eficiência. O caso dos presídios, por exemplo, é um caso bem interessante de analisar nesse sentido", disse. (Ouça a partir do minuto 11:06)

Schelp falou que, de fato, 'não é uma garantia de que será prestado um bom serviço'. "Precisa ter um contrato bem amarrado e precisa ter uma fiscalização do estado, que muitas vezes não acontece. E às vezes os problemas acabam entrando numa judicialização e acaba não encontrando uma solução. É tudo uma questão de se é bem feito ou não é bem feito", disse. (Ouça a partir do minuto 12:18)

Os colunistas ainda analisaram as consequências no governo com o incêndio que deixou quatro mortos no hospital federal de Bonsucesso, a cotação do dólar, a cruzada antiaborto e as especulações sobre o futuro da vacina contra a covid-19.

Baixo Clero está disponível no Spotify, na Apple Podcasts, no Google Podcasts, no Castbox, no Deezer e em outros distribuidores. Você também pode ouvir o programa no YouTube. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Notícias