PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Árvore de Natal do Vaticano será inaugurada em 11/12

30/10/2020 15h29

VATICANO, 30 OUT (ANSA) - A tradicional inauguração do presépio e da iluminação da árvore de Natal do Vaticano será realizada no dia 11 de dezembro, às 16h30 (horário local), na Praça São Pedro, informou hoje a Santa Sé.

A cerimônia será presidida pelo presidente do Governo da Cidade do Vaticano, cardeal Giuseppe Bertello, e pelo seu secretário-geral, dom Fernando Vérgez Alzaga, e seguirá todas as medidas de segurança impostas pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A decoração natalina ficará exposta até 10 de janeiro, data em que é celebrada a Festa do Batismo do Senhor.

"Este ano, ainda mais do que habitualmente, a instalação do tradicional espaço dedicado ao Natal na Praça São Pedro pretende ser um sinal de esperança e de confiança para todo o mundo. Quer expressar a certeza de que Jesus vem ao seu povo para salvá-lo e consolá-lo", afirmou em nota o Vaticano.

Segundo a Santa Sé, esta é "uma mensagem importante nestes tempos difíceis devido à emergência sanitária provocada pela covid-19".

Neste ano, a árvore de Natal será um abeto de 28 metros de altura por 70 centímetros de diâmetro, originário do município de Kočevje, no sudeste da Eslovênia.

Já o presépio virá de Castelli, da província italiana de Teramo, de um centro de cerâmicas, um símbolo cultural para toda a região de Abruzzo, mas também um objeto de arte contemporânea que tem raízes na própria produção local.

A decoração contará com 54 estátuas maiores do que o tamanho natural, que serão colocadas lateralmente a uma plataforma luminosa de cerca de 125 metros quadrados e que envolve parte do obelisco com uma pequena inclinação. As esculturas irão representar: os Magos, o grupo da Natividade com o Anjo e a Sagrada Família.

A obra foi criada pelos alunos e professores do Instituto de Arte "F.A. Grue", uma escola de ensino médio de design que, entre 1965 e 1975, dedicou toda a atividade docente à temática do Natal.

No dia da inauguração, na parte da manhã, as delegações provenientes de Castelli, na Itália, e de Kočevje, na Eslovênia, serão recebidas pelo papa Francisco.

Notícias