PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Cultos restritos e máscara: como será o dia de Finados nos cemitérios de SP

Sepulturas no cemitério Vila Formosa, na zona leste de S?o Paulo, em setembro deste ano - Mathilde Missioneiro/Folhapress
Sepulturas no cemitério Vila Formosa, na zona leste de S?o Paulo, em setembro deste ano Imagem: Mathilde Missioneiro/Folhapress
do UOL

Cleber Souza

Do UOL, em São Paulo

29/10/2020 04h00

Depois de meses com o acesso restrito por causa da pandemia do novo coronavírus, os cemitérios do estado de São Paulo poderão receber visitantes no Dia de Finados, na próxima segunda-feira (2). O governador João Doria (PSDB) anunciou a liberação das visitas nesta semana, mas ressaltou que as prefeituras têm a palavra final.

A visitação deve respeitar os protocolos de combate à covid-19, como o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social. Cada município definiu as suas regras.

Na capital paulista, as visitas foram suspensas no início da pandemia, em meados de março. Os enterros passaram a acontecer sempre com o caixão lacrado e os velórios tiveram sua duração limitada a apenas uma hora para, no máximo, dez pessoas. Agora, a Prefeitura está organizando uma operação para receber os visitantes no dia de Finados (leia mais abaixo).

Outras cidades também restringiram o acesso aos cemitérios para evitar o avanço do novo coronavírus e definiram regras rígidas para receber os visitantes no feriado, como a suspensão de cultos e missas nesses espaços.

Veja como vão funcionar os cemitérios três municípios:

São Paulo

Na capital, o Serviço Funerário organiza uma operação especial para o dia de Finados nos 22 cemitérios da cidade. O protocolo de segurança inclui medição de temperatura e álcool em gel nos portões de entrada. O uso de máscara e o distanciamento são obrigatórios.

As cerimônias religiosas estão liberadas, mas devem ser realizadas em espaços abertos e não nas capelas. A orientação é para que haja mais cultos e missas ao longo do dia, para evitar aglomeração.

"Cada cemitério municipal recebeu banner com informações sobre uso obrigatório de máscara, frascos de álcool em gel que serão utilizados nas entradas, além de termômetros para a medição de temperatura e máscaras descartáveis. Banheiros químicos femininos, masculinos e para portadores de necessidades especiais também serão disponibilizados", diz a Prefeitura, em nota.

O número de funcionários será reforçado para evitar filas nas entradas. Os cemitérios municipais ficarão abertos das 7h às 18h.

Osasco

Segundo a Prefeitura de Osasco, três cemitérios públicos da cidade estão preparados para receber visitantes no dia de Finados. São eles: Bela Vista, Santo Antônio e Parque dos Girassóis, que funcionarão das 8h às 16h.

As celebrações religiosas foram suspensas pela Diocese de Osasco. As missas serão celebradas nas paróquias, que serão responsáveis por adotarem medidas para evitar aglomerações.

Nos cemitérios, será obrigatório o uso de máscara e haverá álcool em gel em vários pontos para utilização dos visitantes.

O acesso para sepultamento será feito em entradas diferentes das dos visitantes.

Guarulhos

Em Guarulhos, os quatro cemitérios municipais ficarão abertos normalmente para visitação no feriado de Finados, das 7h às 18h.

A Prefeitura divulgou algumas regras para visitação nos cemitérios públicos e particulares:

  • Deve haver álcool em gel e medição de temperatura na entrada dos cemitérios.
  • É obrigatório o uso de máscaras em tempo integral pelos frequentadores, funcionários, gestores ou terceirizados.
  • A entrada dos visitantes será controlada e a limpeza dos banheiros, intensificada.
  • Os bebedouros não poderão ser usados.
  • Para evitar aglomeração, não haverá recolhimento de material plástico. Por isso, após as homenagens, a família será responsável por levar os produtos às lixeiras.
  • Missas e cultos não serão realizados no interior dos cemitérios.
  • A administração do cemitério estará aberta para consultas sobre o local de sepultamento.
  • Outros atendimentos serão realizados após o dia de Finados.
  • Não será permitido o comércio ambulante na entrada dos cemitérios.

Notícias