PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Infectada com novo coronavírus, ex-premiê belga deixa UTI após quase 1 semana

28/10/2020 15h12

Bruxelas, 28 out (EFE).- A ex-primeira-ministra da Bélgica, Sophie Wilmès, anunciou nesta quarta-feira que deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde estava internada desde a semana passada devido à Covid-19, embora ainda permaneça hospitalizada.

"Meu estado de saúde me permite sair da UTI, mas ainda vou ficar no hospital por um tempo", postou Wilmès, de 45 anos.

Sophie Wilmès, que este mês deixou o cargo para assumir o Ministério das Relações Exteriores belga, deu entrada na UTI do hospital Delta, em Bruxelas, na última quinta-feira, após ter iniciado sentir sintomas seis dias antes.

Ela, ao anunciar nas redes sociais ter testado positivo, atribuiu o contágio ao ambiente familiar.

Após a sua internação, pessoas próximas a Wilmès pediram que sua privacidade fosse respeitada, embora tenha sido divulgado pela imprensa que seu estado de saúde era estável e que a ex-premiê evoluia bem.

A Bélgica é, juntamente com a República Tcheca, o país europeu com a maior incidência cumulativa de casos do novo coronavírus, com 1.424 em média por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, de acordo com o último boletim do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.

Notícias