PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Oposição pede a renúncia do primeiro-ministro da Tailândia

26/10/2020 11h38

Bangcoc, 26 Out 2020 (AFP) - A oposição tailandesa pediu nesta segunda-feira, pela primeira vez desde o início dos protestos na Tailândia, a renúncia do primeiro-ministro, enquanto milhares de manifestantes caminhavam em direção à embaixada da Alemanha, em um gesto de desafio ao rei, que visita com frequência este país.

"Peço ao general Prayut Chan-o-Cha que renuncie ao cargo de chefe de Governo. Esta solução resolverá todos os problemas e permitirá não destruir ainda mais o país", afirmou Prasert Jantararuangthong, secretário-geral do Pheu Thai, maior partido da oposição.

Vários pedidos de renúncia foram registrados na Câmara de diferentes partidos da oposição.

As manifestações na Tailândia, que tomaram as ruas há mais de três meses, exigem a saída de Prayut Chan-O-Cha, que está no poder desde o golpe de Estado de 2014 e foi legitimado por eleições polêmicas no ano passado.

Também pedem uma revisão da Constituição e uma reforma da poderosa e rica monarquia, um tema que era tabu há alguns anos.

"Estou a par das reivindicações e vários temas estão sendo trabalhados", afirmou Prayut Chan-O-Cha aos parlamentares, sem apresentar detalhes ou um calendário.

Mas no sábado à noite ele declarou: "Não vou renunciar", ignorando um ultimato de três dias apresentado pelos ativistas pró-democracia.

tp-sde-dlc/at/me/mis/fp

Notícias