PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Itália aconselha a cidadãos que não viajem ao exterior devido à Covid-19

26/10/2020 18h42

Roma, 26 out (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores da Itália pediu nesta segunda-feira a seus cidadãos que não viajem ao exterior, "exceto por razões estritamente necessárias", devido ao aumento dos casos de coronavírus na Europa, e disse que não descartou a aplicação de futuras restrições que possam restringir qualquer reentrada no país.

"Em vista do agravamento da situação epidemiológica na Europa, (a pasta) recomenda que todos os cidadãos italianos evitem viajar ao exterior, exceto por razões estritamente necessárias", informou o Ministério italiano em comunicado.

"Deve-se notar também que, devido ao alto número de infecções em muitos países europeus, não podem ser excluídas futuras restrições adicionais que possam complicar qualquer reentrada na Itália", acrescenta a nota.

O Ministério das Relações Exteriores italiano indica que "problemas similares de repatriação podem ocorrer, com um impacto muito mais grave, no caso de viagens para destinos fora da União Europeia".

O governo italiano prorrogou o estado de emergência até 31 de janeiro de 2021, ou seja, por um ano desde que o declarou, a fim de lidar com a pandemia com a aprovação de decretos urgentes, como o que obriga os bares e restaurantes a fecharem ao público às 18 horas locais e suspende as atividades em academias, cinemas e teatros a partir de segunda-feira. EFE

lsc/id

Notícias