PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Diálogo político começa na Líbia mediado pela ONU

26/10/2020 08h59

Tunes, 26 Out 2020 (AFP) - As primeiras negociações do Fórum de Diálogo Político da Líbia, patrocinado pela ONU, começaram por videoconferência nesta segunda-feira (26), poucos dias após o anúncio do cessar-fogo permanente no país.

As discussões têm como objetivo avaliar as diversas negociações das últimas semanas em questões militares, econômicas e institucionais.

Além disso, busca-se "chegar a um consenso sobre os acordos necessários para a organização de eleições gerais" no país.

A Líbia está dividida desde a morte de Muammar Gaddafi, na revolta popular de 2011, entre duas autoridades conflitantes: o Governo de Acordo Nacional (GNA) de Trípoli, reconhecido pela ONU; e o homem forte do leste do país, Khalifa Haftar, apoiado por uma parte do Parlamento.

Segundo relato da Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia (Manul), o encontro, que reúne personalidades de todos os setores da sociedade líbia, é o preâmbulo do encontro que acontecerá em Túnis, a partir de 9 de novembro.

Entre os 75 participantes do encontro, não há funcionários de alto escalão, informou a ONU, mas membros dos dois Parlamentos rivais que governam a Líbia, e ativistas da sociedade civil, como os advogados Elham Saudi e Amal Bugaighis.

Os participantes deste diálogo "inclusivo" foram selecionados "de acordo com o princípio da igualdade de representação nos níveis geográfico, étnico, político, tribal e social", afirmou a Missão da ONU na Líbia (Manul).

Na sexta-feira passada, as delegações militares de ambas as facções assinaram um acordo de cessar-fogo mediado pela ONU para conduzir o país para uma solução política.

Sua implementação é considerada complicada, porém, após dez anos de guerra, devido à miríade de grupos armados e de apoiadores estrangeiros presentes no conflito.

rh-cnp/rb/tp/grp/zm/cc/tt

Notícias