PUBLICIDADE
Topo

Notícias

México questiona Almagro e se choca com Bolívia pelas eleições de 2019 na Assembleia da OEA

21/10/2020 13h55

Washington, 21 Out 2020 (AFP) - O México enfrentou a Bolívia nesta quarta-feira (21) e questionou o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, pela missão do organismo nas eleições bolivianas anuladas em 2019 e o acusou de "ferir a democracia".

"Vocês deslegitimaram as missões eleitorais", acusou o representante do México Maximiliano Reyes, subsecretário para a América Latina. "O que aconteceu com a OEA na Bolívia não deve se repetir nunca mais".

A votação de outubro de 2019 foi anulada após uma auditoria da OEA que estabeleceu uma "manipulação dolosa" a favor do então presidente Morales (2006-2019), que buscava um quarto mandato.

Morales acabou renunciando em meio aos violentos protestos e pressões do Exército e se asilou no México e depois na Argentina.

A chanceler da Bolívia, Karen Longaric, que representa o governo interino que assumiu após a saída de Morales, refutou as acusações.

"Há países que possuem problemas muito mais graves, problemas como o narcotráfico e, no entanto, se obstinam em assuntos de outros países", lamentou Longaric.

an/gm/aa

Notícias