PUBLICIDADE
Topo

Notícias

EUA: Mulher fica irreconhecível após reação a remédio para ouvido

Rachel Carey, que desenvolveu síndrome de Stevens-Johnson - Divulgação
Rachel Carey, que desenvolveu síndrome de Stevens-Johnson Imagem: Divulgação
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/10/2020 16h30

Uma mulher de 38 anos, que sofria de uma infecção no ouvido, afirmou estar "parecendo um monstro" após sofrer uma forte reação aos antibióticos receitados. Se a frase é assustadora, as imagens são ainda mais.

Rachel Carey, que mora em Dallas, nos Estados Unidos, iniciou um tratamento para infecção com medicamentos que, segundo ela, já haviam sido prescritos e tomados muitas vezes. Mas na manhã seguinte, Rachel sentiu a sua pele borbulhar.

Após três idas ao hospital - e ser mandada para casa em todas elas - sua condição piorou drasticamente. Ela foi internada em uma unidade de tratamento para pessoas com queimaduras e passou 12 dias recebendo tratamento para síndrome de Stevens-Johnson (SSJ).

A doença rara se desenvolve justamente quando o corpo reage a medicamentos, causando bolhas e feridas na camada superior da pele, podendo evoluir para necrólise epidérmica tóxica, condição mais grave e que causa morte de parte da pele.

foto - Reprodução/DailyMail - Reprodução/DailyMail
Rachel Carey, de 38 anos, antes da reação
Imagem: Reprodução/DailyMail

"Eu nem me reconheci quando me olhei no espelho. Eu me sentia um monstro", informou Rachel Carey à Carters News Agency. O primeiro sintoma apresentado pela mulher foi coceira, pequenas bolhas na pele e inchaço nos olhos e lábios.

"É preciso haver educação e conscientização sobre essa condição e advertências nos rótulos das farmácias de que a SSJ é um efeito colateral grave", completou.

Notícias