PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Londres sinaliza querer acordo pós-brexit, mas passa a bola para Bruxelas

18/10/2020 12h58

Londres, 18 Out 2020 (AFP) - O governo britânico declarou neste domingo (18) que deseja chegar a um acordo comercial pós-Brexit com a União Europeia (UE), apesar das negociações estarem estagnadas, afirmando que a bola está "no campo" dos europeus.

"Ainda espero que cheguemos a um acordo", declarou o ministro do gabinete, Michael Gove, à Sky News.

"Quero um acordo, estou disposto a concluí-lo, mas para isso ambas as partes devem se comprometer. Não é o que a UE faz nesse momento", acrescentou, avaliando que os europeus não pareciam "sérios" em seu desejo de alcançá-lo.

Já paralisadas, as negociações comerciais pioraram na quinta-feira, quando os 27, reunidos em conselho, exigiram que Londres fizesse concessões, enquanto afirmavam querer continuar as negociações para chegar a um acordo de livre comércio antes do próximo ano, quando as normas europeias não serão mais aplicadas ao Reino Unido.

No entanto, Londres rejeitou o anúncio e fez dele uma condição para continuar "uma mudança fundamental de abordagem" da UE.

Um porta-voz do primeiro-ministro Boris Johnson tinha alertado que, para os britânicos, as negociações comerciais estavam "encerradas".

Segundo a Comissão Europeia, o negociador-chefe europeu Michel Barnier e seu homólogo britânico David Frost devem se reunir na segunda-feira para discutir o "formato" das negociações.

"A bola está no seu lado do campo", insistiu Michael Gove ao negociador europeu.

À BBC, Gove repetiu que a porta das negociações estaria "entreaberta" caso a UE mudasse "seu posicionamento".

Na ausência de um acordo que permita ao Reino Unido recuperar a plena soberania, ressaltou Gove, seu país não hesitará em optar por um "no deal" em 1º de janeiro.

mpa/pcm/bc/mb/bn

Notícias