PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Brasileiro conquista bronze inédito na Copa do Mundo de Canoagem

17/10/2020 15h44

O paulista Pedro Gonçalves, mais conhecido como Pepê, fez história neste sábado (17), ao conquistar a medalha de bronze inédita no K1 (caiaque individual masculino), na etapa da Copa do Mundo de Canoagem, em Tacen, na Eslovênia. Esta é a primeira competição da equipe brasileira, após paralisação das disputas internacionais, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O canoísta fez o tempo de 74,32 segundos, ficando a 0,93 centésimos do primeiro colocado, o sueco Isak Ohrstrom. A prata ficou com o esloveno Peter Krauzer.

Apesar de ter feito a descida mais rápida da prova, na penúltima baliza Pepê sofreu uma penalidade e foi punido com dois segundos a mais. Outro brasileiro, Mathieu Desnocs, também competiu no K1, mas terminou em 17º lugar. 

Em postagem emocionada no Instagram, Pepê, de 26 anos, revelou que a conquista deste sábado (17) é resultado de 11 anos de dedicação. 

"Escrevo esse texto muito emocionado, talvez um cisco entrou no meu olho hehe so? eu sei o que eu ja? passei para hoje dar um passo especial na minha trajeto?ria, sa?o 15 anos de muito trabalho e dedicac?a?o. Eu sai de casa com 16 anos em busca de um sonho e de la? pra ca? ja? chorei MUITO amargando provas ruins e resultados que eu queria colocar no lixo, mas passado esses anos fui aprendendo que tudo faz parte da caminhada e do processo pra hoje ele conseguir essa medalha".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

MINHA PRIMEIRA FINAL EM COPA DO MUNDO, MINHA PRIMEIRA MEDALHA ? Que descida, agressivo do comec?o ao final e se na?o fosse uma penalidade de 2 segundos eu ganharia a prova! . Escrevo esse texto muito emocionado, talvez um cisco entrou no meu olho hehe so? eu sei o que eu ja? passei para hoje dar um passo especial na minha trajeto?ria, sa?o 15 anos de muito trabalho e dedicac?a?o. Eu sai de casa com 16 anos em busca de um sonho e de la? pra ca? ja? chorei MUITO amargando provas ruins e resultados que eu queria colocar no lixo, mas passado esses anos fui aprendendo que tudo faz parte da caminhada e do processo pra hoje ele conseguir essa medalha. So? eu sei o que ja? passei nesses anos, todas as coisas que tive que abrir ma?o pelo esporte que eu amo e eu faria tudo novamente! Ver a bandeira do Brasil tremulando no po?dio e? algo que me deixa orgulhoso e me faz querer mais e mais. Esse e? so? o comec?o do que esta? por vir, pq agora que cheguei eu na?o vou mais sair daqui ? Meu muito obrigado a toda torcida, todos que de alguma forma contribui?ram para esse sonho se tornar realidade. Obrigado @timebrasil (COB) CBCA e Ministeiro do esporte por todo suporte e condic?o?es perfeitas para chegarmos aqui e brigar de igual com os europeus! FOTO @ninajelenc ? #bolsapodio #tokyo2020 @peakukkayaking @galasport_composites @duxnutritionlab @icons.agency @nellsalgado @esportegovbr @rededoesporte

Uma publicação compartilhada por PEPE GONC?ALVES (@pepehgoncalves) em

A brasileira Ana Sátila também competiu neste sábado (17) no K1 (caiaque individual feminino), mas ficou em novo lugar. Ela entra na água novamente amanhã (18) para disputar a semifinal do C1 (canoa individual feminina). O Brasil terá ainda um outro representante neste domingo na competição: Felipe Borges está na semifinal do C1 (canoa individual masculina).

Ambas as provas terão início às 4h (horário de Brasília) e serão transmitidas ao vivo no Youtube da Federação Internacional de Canoagem.

Notícias