PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Cidade chinesa amanhece com sol triplo no céu; entenda efeito meteorológico

Fenômeno ocorre quando cristais de gelo nas nuvens refratam luz solar - Weibo/Centro Meteorológico de HeiLong Jiang
Fenômeno ocorre quando cristais de gelo nas nuvens refratam luz solar Imagem: Weibo/Centro Meteorológico de HeiLong Jiang
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/10/2020 15h27

Moradores da cidade de Mohe, no norte da China, presenciaram um fenômeno raro no céu, na manhã de ontem. Três fontes de luz, como se fossem três sóis, estavam presentes no horizonte, devido a um efeito ótico e meteorológico denominado parélio.

O dia de outono, na cidade com cerca de 20 mil habitantes, amanheceu com tempo bom. Poucas nuvens concorriam com o acontecimento celeste, visível das 6h30 às 9h30. Surpreendidos com o que parecia ser três sóis no horizonte, os moradores logo registraram o fenômeno em fotos.

O efeito óptico também pode acontecer com a luz da Lua, mas é ainda mais raro - Weibo/Centro Meteorológico de HeiLong Jiang - Weibo/Centro Meteorológico de HeiLong Jiang
O efeito óptico também pode acontecer com a luz da Lua, mas é ainda mais raro
Imagem: Weibo/Centro Meteorológico de HeiLong Jiang

Mas não, o "segundo sol" — como diz a canção composta por Nando Reis — não chegou; muito menos um terceiro. O meteorologista chinês Bian Yun, explicou em entrevista ao jornal inglês Daily Mail o motivo e a raridade do fenômeno.

"Existem muitos cristais de gelo em forma de hexágono nas nuvens pouco carregadas e semitransparentes do céu. Ocasionalmente, eles se alinharão horizontalmente e quando a luz do sol incidir sobre esses cristais de gelo, ocorrerá uma refração irregular [da luz solar]."

Por meio desses cristais formados em nuvens altas, os raios solares são refratados e formam uma espécie de auréola, dando a ilusão de multiplicar o sol e os raios de luz que partem dele.

Também pode acontecer de "três luas" aparecerem no céu, no efeito denominado parélio lunar. A possibilidade deste fenômeno acontecer, no entanto, é ainda mais remota, visto que as nuvens deveriam estar mais baixas, onde a temperatura é maior.

Notícias