PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Pandemia mudará tendência de cores do mercado automotivo, diz estudo

Lexus LC 500 - Divulgação
Lexus LC 500 Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL

Em São Paulo (SP)

13/10/2020 14h13

De acordo com a BASF, carros nas cores "verde acinzentado, bege quente e cinza grosso" entrarão na moda em 2021. Anualmente, a empresa usa análise de macrotendências para prever os tons de tinta que os projetistas automotivos usarão nos próximos três a cinco anos. Assim, a próxima geração de veículos deve ter cores que "projetem um humor positivo".

O nome oficial das cores é 'Social Camouflage' (verde-acinzentado cáqui claro), 'Pundits Solution' (bege dourado quente) e 'Dark Seltzer' (cinza escuro grosso).

cores - BASF - BASF
Imagem: BASF

Segundo Chiharu Matsuhara, chefe de design da BASF na região Ásia-Pacífico, parte da razão para esse movimento em direção a tons mais discretos e sutis vem devido à pandemia do novo coronavírus.

"Os efeitos da COVID-19 foram levados em consideração ao desenvolver as tendências de cores", disse Matsuhara à publicação Drive.

"Sob as circunstâncias que mudam rapidamente, como digitalização, desastres naturais, aquecimento global e, adicionalmente, COVID-19, as pessoas se sentem desconfortáveis e, portanto, as cores que escolherem serão mais confortáveis e relaxantes para elas."

Ainda assim, a BASF diz que as cores "da moda" podem não corresponder às escolhidas para a maior parte dos automóveis. De acordo com a marca, o branco é a cor de carro mais popular em escala global, estando em "cerca de 39% de todos os carros fabricados ao redor do mundo". As cores preta, cinza e prata correspondem a outros 39% dos modelos.

Notícias