PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Homem que recebeu previsão médica de nunca andar vira instrutor fitness

Zachary foi diagnosticado, aos oito anos, com a doença de Perthes, e hoje realizou seu sonho de ser instrutor fitness - Reprodução/Metro UK/Mercury Press/
Zachary foi diagnosticado, aos oito anos, com a doença de Perthes, e hoje realizou seu sonho de ser instrutor fitness Imagem: Reprodução/Metro UK/Mercury Press/
do UOL

Do UOL, em São Paulo

07/10/2020 13h56

Zachary Jones, 24 anos, contrariou todas as previsões médicas que afirmavam que ele que nunca poderia andar corretamente e praticar esportes após ser diagnosticado, aos oito anos, com a doença de Perthes — condição que impede a vascularização sanguínea na articulação do fêmur e provoca a necrose do osso. Hoje, ele realizou seu sonho e é instrutor fitness.

Durante anos Jones deixou de praticar esportes. Ele ficou dois anos utilizando uma cadeira de rodas e faltou por diversos meses na escola, além de obedecer aos pedidos dos médicos para não colocar peso na perna direita. Apesar das fortes dores provocadas pela doença, Jones aprendeu sozinho a correr, a ficar de pé sem ajuda e a andar.

O homem é morador da cidade de Gateshead, na Inglaterra, e explicou como se sentiu ao receber o diagnóstico: "Foi incrivelmente doloroso, excruciante na verdade. Não consigo explicar a dor. Os médicos me disseram que eu não conseguiria andar direito de novo sem sentir muitas dores, não conseguiria correr, praticar esportes ou andar de bicicleta. Foi de partir o coração. Era como se meu futuro tivesse sido tirado", contou ao site Metro UK.

Depois de dois anos com as cadeiras de rodas, Jones começou a fazer exercícios sozinhos para tentar levantar e começar a usar muleta.

"Eu simplesmente sabia que tinha que fazer algo. Minha mãe me repreendeu por colocar pressão na minha perna, mas precisava tentar. Foi uma dor insuportável e eu caí, mas me levantava e tentava de novo e continuei perseverando até que finalmente estava de muletas em vez da cadeira de rodas."

Após mais algum período de prática, aos 16 anos, sua condição melhorou drasticamente e ele começou a frequentar a academia.

"Foi realmente um milagre. É como se ninguém pudesse me impedir. 100 por cento das pessoas nunca esperariam que isso fosse minha carreira. Por causa da minha deficiência, pensei que nunca conseguiria entrar na indústria do fitness porque estava com medo de ser ridicularizada por ser diferente", desabafou Jones.

Os médicos acreditaram que o único modo de melhora de Jones seria uma cirurgia de artroplastia para substituir a articulação por implantes metálicos ou sintéticos para evitar as dores. Mas há cinco meses o instrutor fitness optou por fazer uma cirurgia para remodelar o quadril.

Atualmente, Zachary Jones compartilha o seu dia a dia no Instagram para motivar outros jovens. "Eu realmente espero poder ajudar o maior número possível de pessoas que estão em uma situação semelhante, porque eu sei como é incrivelmente difícil viver com uma deficiência "oculta"", escreveu em uma das postagens na rede social.

Notícias