PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Economize sem sofrimento com jeitos fáceis e rápidos de guardar dinheiro

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

do UOL

01/10/2020 04h00

Quando pensamos em economizar, a primeira coisa que vem à cabeça é: cortar o lazer! Apesar de parecer a opção mais óbvia e fácil para começar a guardar dinheiro, existem outras formas, que são mais práticas e efetivas para atingir esse mesmo objetivo. Separei algumas dicas fáceis e rápidas de serem implementadas e que são capazes de fazer você poupar sem precisar fazer grandes sacrifícios.

Bancos

Se hoje você ainda paga tarifas bancárias, pare já com isso e abra uma conta em um banco digital. Esses bancos não cobram nenhum valor para você ter e manter uma conta que contém todas as funcionalidades de um banco tradicional.

Bancos digitais não costumam cobrar por transferências bancárias como TED e DOC e também disponibilizam saques ilimitados sem cobrança. Claro que existem, sim, alguns que podem cobrar um valor ou limitam a uma quantidade mensal o uso desses serviços, mas mesmo assim costumam ser mais em conta do que bancos tradicionais.

Se o seu medo é de não ter uma agência física e ser tudo online, saiba que os bancos considerados normais também utilizam sistemas online em seu dia a dia. A única diferença é que, em vez de você ter que ir a uma agência e pegar fila, resolve tudo de maneira online e ainda paga bem menos pelo mesmo serviço.

Telefone e internet

É interessante a cada seis meses analisar como está o seu pacote de telefone e internet contratado. É comum fecharmos esse tipo de pacote na emoção. O vendedor fala como aquele pacote irá resolver todos os nossos problemas e acabamos aceitando aquilo como verdade, sem questionar.

Quando percebemos, ou contratamos um pacote com uma capacidade muito maior do que precisamos, ou menor e estamos pagando por minutos e serviços extras, que acabam saindo bem caros.

É interessante sempre rever como estão sendo usados esses serviços e tentar uma renegociação, pois sempre surgem novos serviços disponíveis e um deles pode se encaixar melhor em sua vida.

Mercado

Esse é, de longe, um dos maiores gastos que temos, e sabe o que é pior? Não tem como eliminá-lo da nossa vida. Então, em vez de dar esse assunto como vencido, temos que procurar maneiras de amenizá-lo.

Comece trocando as marcas que você costuma usar. Pode parecer besteira, mas se você economizar R$ 0,40 por troca e conseguir isso com 10 produtos, já está economizando R$ 4, o que é um valor bastante significativo. Procure as marcas próprias dos mercados, que costumam ser boas —afinal não podem colocar o nome em um produto ruim— e tendem a ser mais baratas.

Transporte

Se você tem a possibilidade de trocar de meio de transporte para cumprir seus afazeres, faça isso e economize. Troque o carro pela moto, pelo ônibus ou até por uma bicicleta. Não precisa fazer isso diariamente, mas, se conseguir mudar o seu meio de transporte uma a duas vezes na semana, já vai sentir a diferença no seu bolso.

Com o carro, além do gasto com o combustível, tem estacionamento e manutenção. Sim, carro é o meio mais confortável de locomoção, mas não tem problema nenhum alterar isso alguns poucos dias do mês em prol de algo maior: o seu bolso.

Descomplique: História da chefona do Magazine Luiza te ajuda a enriquecer

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Notícias