PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Organização Pan-Americana da Saúde suspende direito da Venezuela a voto

30/09/2020 03h09

Washington, 29 set (EFE).- A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) suspendeu nesta terça-feira o direito de voto da Venezuela devido a dívidas acumuladas desde 2017.

A decisão foi adotada durante o 58º Conselho Diretor da Opas, após um relatório apresentado pelo grupo de trabalho formado por Aruba, El Salvador e Trinidad e Tobago, segundo o qual o vizinho deve US$ 7.854.219 à entidade.

De acordo com a apresentação feita pelo vice-ministro de Gestão e Desenvolvimento da Saúde salvadorenho, Carlos Gabriel Alvarenga, a Venezuela tinha um pagamento pendente no momento da abertura do Conselho Diretor da organização, em cotas correspondentes aos anos 2017, 2018 e 2019 e 2020.

Na última quinta-feira, a Venezuela apresentou um plano de pagamento de 20 anos, que não incluiu o valor relativo de 2020. Além disso, não foram indicadas datas para os acertos de 2021 e dos próximos anos, segundo Alvarenga.

O representante de El Salvador explicou que, devido à apresentação tardia, a Opas não pôde se envolver em discussões sobre a proposta. Ele frisou que a agência nunca aceitou planos de pagamento tão longos, ao contrário da Organização Mundial da Saúde (OMS). EFE

lb/dr

Notícias