PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Dinheiro sumiu do aplicativo Caixa Tem? Pode ser fraude. Saiba o que fazer

do UOL

Filipe Andretta

Do UOL, em São Paulo

29/09/2020 04h00

Em 2020, milhões de brasileiros começaram a usar o aplicativo Caixa Tem para movimentar valores depositados em programas do governo federal como o auxílio emergencial, o FGTS emergencial e o BEm. Se você verificou uma movimentação estranha na sua poupança digital, pode ter sido vítima de fraude, ou foi apenas uma transferência automática que a Caixa fez para outra conta.

Veja como identificar a situação e o que fazer em caso de golpe.

Transferência automática

Pessoas que se inscreveram no auxílio emergencial pelo site da Caixa, pelo aplicativo ou nas agências de correios tiveram a oportunidade de indicar no formulário uma conta pessoal já existente.

Nas primeiras semanas, o governo pagou o auxílio emergencial na conta indicada e abriu uma poupança digital apenas para quem não era bancarizado. Depois, a regra mudou, e todos (exceto os inscritos no Bolsa Família) começaram a receber as parcelas pelo aplicativo Caixa Tem.

O governo também passou a adotar o pagamento em duas etapas. Primeiro, o dinheiro fica disponível só para transações digitais via aplicativo, como compras online e pagamento de boletos. Numa segunda data, o saldo é liberado para saques e transferências.

É nesta segunda etapa que a confusão pode acontecer. Em alguns casos, quando chegou a data de liberação do saque, a Caixa transferiu o saldo automaticamente para aquela conta pessoal que o beneficiário havia informado no cadastro.

Portanto, verifique se o dinheiro que saiu da poupança digital do Caixa Tem não foi parar em outra conta sua.

Se não for o caso, então, você provavelmente foi vítima de fraude.

O que fazer em caso de fraude

Se alguém desviou ou sacou dinheiro da sua poupança digital sem a sua autorização, a orientação é procurar uma agência da Caixa.

O banco informou que existe um protocolo de atendimento e um formulário que deverá ser preenchido para coletar informações que ajudem a descobrir o que aconteceu com o dinheiro. Alegando questões de segurança, a Caixa preferiu não dar detalhes sobre o formulário.

Preciso ir à polícia?

Não. A Polícia Federal é a responsável por investigar fraudes envolvendo benefícios do governo federal. Mas a orientação da PF é que a vítima procure apenas uma agência da Caixa, evitando aglomerações e deslocamentos desnecessários.

Caso sejam necessários esclarecimentos adicionais, a PF afirma que entrará em contato com o beneficiário por meio dos dados informados no processo de contestação feito pela Caixa.

Vou receber o meu dinheiro de volta?

Segundo a Caixa, se ficar comprovado que houve saque ou movimentação fraudulenta, a vítima será ressarcida.

Dicas para evitar fraude

A Caixa tem uma página com orientações para evitar que o dinheiro da poupança social caia nas mãos de golpistas. Entre as principais dicas estão:

  • não clicar em links recebidos por SMS, WhatsApp ou redes sociais para acesso a contas e valores a receber
  • desconfiar de informações sensacionalistas e de "oportunidades imperdíveis"
  • usar apenas aplicativos e sites oficiais da Caixa ou do governo federal
  • não usar no Caixa Tem a mesma senha de outros sistemas e sites

A Caixa alerta que nunca pede senha e assinatura eletrônica numa mesma página. A assinatura eletrônica é digitada somente por meio da imagem do teclado virtual.

Notícias