PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Armênia denuncia queda de um Su-25 por um caça turco

29/09/2020 19h51

Tiflis/Baku, 29 set (EFE).- Um caça F-16 da Força Aérea da Turquia abateu nesta terça-feira um Su-25 armênio, durante operação conjunta com a aviação do Azerbaijão, denunciou a porta-voz do Ministério da Defesa da Armênia, Sushan Stepanian.

Segundo o porta-voz, o caça turco decolou do aeródromo militar de Ganja, no Azerbaijão, e apoiou a aviação azerbaijana que atacava as regiões de Vardenis, Metsk Masrik e Sotk, no leste da Armênia.

O piloto de Su-25 armênio foi morto.

A Turquia negou imediatamente a versão armênia, assim como o Azerbaijão.

O diretor de comunicação da presidência turca, Fahrettin Altun, disse à Agência Efe que essa acusação é "absolutamente falsa".

"A Armênia deve se retirar dos territórios ocupados, em vez de recorrer a truques de propaganda baratos", acrescentou.

Por sua vez, o Ministério da Defesa do Azerbaijão descreveu as declarações de Stepanian como "uma nova fantasia da máquina de propaganda armênia".

Yerevan acusou o Azerbaijão de estender o confronto armado para além do enclave separatista de Nagorno-Karabakh, atacando o território armênio também apoiado por "drones turcos", por exemplo, em uma operação contra Vardenis, segundo escreveu o chefe da diplomacia armênia, Zohrab Mnatsakanyan, no Twitter.

Já ontem, a Armênia acusou a Turquia de participar "no terreno" nas hostilidades que eclodiram em Nagorno-Karabakh no domingo.

O conflito entre Armênia-Azerbaijão remonta aos tempos da União Soviética, quando no final das década de 1980, o território azerbaijano de Nagorno-Karabakh, povoado principalmente por armênios, solicitou sua incorporação à vizinha Armênia, após o que estourou uma guerra que deixou cerca de 25 mil pessoas mortas.

Notícias