PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Na largada das eleições de 2020, Belo Horizonte terá 'lives' e carreatas

Leonardo Augusto, especial para o Estadão

Belo Horizonte

26/09/2020 17h00

A estratégia de campanha dos candidatos à prefeitura de Belo Horizonte vai estrear o novo modo de pedir votos no Brasil, via "lives", por conta da pandemia do novo coronavírus, mas também não vai abandonar, pelo menos por completo, as tradicionais formas de contato com o eleitor, com a realização de caminhadas e carreatas. Há ainda a preocupação com as gravações para a propaganda gratuita de rádio e televisão.

Os atos marcados para o primeiro dia de campanha, no domingo, 27, apontam para a direção que os candidatos deverão tomar. A deputada federal Áurea Carolina, que disputa a prefeitura pelo PSOL, e o ex-deputado federal Nilmário Miranda (PT), apostaram nas "lives" neste início de disputa. A parlamentar faz lançamento da campanha em "live" ao lado de seu vice, Leonardo Péricles (UP), à tarde. Pela manhã, já inicia a gravação de programa eleitoral para rádio e televisão.

Também ainda sem colocar o pé nas ruas para a campanha, ao menos por enquanto, Nilmário participa pela manhã de "live" com a comunidade de Serro, no interior do Estado, município tradicional na produção de queijo. À tarde, tem reunião com a coordenação da campanha.

Os candidatos do PSDB, Luísa Barreto, e do Novo, Paula Paiva, apostam na velha escola da política, no contato direto com o eleitor. A tucana marcou caminhada na região norte da capital, juntamente com candidatos à Câmara Municipal pelo partido. Já o escolhido pelo Novo para disputar a prefeitura reúne apoiadores em carreata na Região Oeste da cidade.

Notícias