PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Três detidos no Sri Lanka por tentar vender carne de leopardo para curar a asma

25/09/2020 11h26

Colombo, 25 Set 2020 (AFP) - Três pessoas, entre elas uma mulher, foram detidas nesta sexta-feira (25) no Sri Lanka depois de armarem uma armadilha e matarem um leopardo, uma espécie em risco de extinção, com o objetivo de vender sua carne, considerada curadora da asma segundo uma crença popular, informou a polícia.

"Mataram o animal e cortaram a cabeça depois de armarem uma armadilha na quinta-feira", explicou à AFP o inspetor-chefe Dushantha Kangara.

O trio foi detido pela polícia de Udubumbara (centro) após de uma busca em sua casa.

Segundo Kangara, os suspeitos jogaram a cabeça do leopardo na floresta e levaram o cadáver para vender sua pele e carne.

Vários leopardos já foram caçados na mesma região, cerca de 175 km ao leste de Colombo. A polícia apreendeu 17 kg de carne de leopardo dos três suspeitos.

Uma crença popular afirma que a carne de leopardo pode curar a asma, explicou Kangara.

Os leopardos do Sri Lanka, estimados em menos de mil, estão na lista de animais em risco de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

Ferir um leopardo é punível com cinco anos de prisão no Sri Lanka.

aj/stu/lch/cac/mab/eg/aa

Notícias