PUBLICIDADE
Topo

Notícias

JAC iEV 1200T: como é o caminhão elétrico de R$ 359 mil à venda do Brasil

do UOL

Rafaela Borges

Colaboração para o UOL

24/09/2020 04h00

A JAC está atacando em uma nova frente: a de veículos comerciais elétricos. A marca chinesa começa a entregar este mês as primeiras das 100 unidades já vendidas do caminhão iEV 1200T, que tem porte médio, pouco superior ao de um VUC.

De acordo com informações da JAC, essas 100 unidades foram vendidas para empresas. A lista das que compraram e das que estão fazendo testes inclui Drogasil, Enel e Porto Seguro. O iEV 1200T custa R$ 359 mil. É bem mais que o valor do modelo a diesel com o qual a JAC o vem comparando, o Volkswagen Delivery, que sai por menos de R$ 200 mil.

A JAC, no entanto, vem encontrando um filão em empresas que estão comprometidas com a sustentabilidade. Isso porque, além do iEV 1200T, no Brasil só há caminhões elétricos da BYD, por ora mais focados em governos, prefeituras e empresas que têm concessões de governos - embora, segundo a marca, os produtos, sem preço sugerido, possam ser vendidos a qualquer empresa privada, mas não ao público.

Ter veículos elétricos na frota é importante, segundo a marca, não apenas para reforçar a imagem de empresa sustentável. Entre os benefícios, está também a redução de emissões em relatórios de sustentabilidade anuais que as companhias divulgam.

Mas, fora a questão sustentável, financeiramente o ganho é difícil de compensar. Uma empresa leva pelo menos cinco anos para "pagar" o preço extra do iEV 1200T com a economia de combustível gerada na comparação com modelos a diesel mais baratos.

O caminhão é entregue na configuração chassi-cabine. Já para os implementos (baú, preparação para guincho, entre outros), a JAC indica alguns fornecedores.

Detalhes técnicos do iEV 1200T

JAC iEV1200t - Divulgação/JAC Motors - Divulgação/JAC Motors
Imagem: Divulgação/JAC Motors

O 1200T no nome do veículo é referência ao torque, de 1.200 Nm, ou 122,4 mkgf. Com bateria de fosfato de ferro lítio de 97 kWh, o propulsor elétrico gera potência de 177 cv. A velocidade máxima é de 90 km/h.

De acordo com a JAC, o tempo de recarga em uma estação de 7,4 kWh é de 11 horas (de 20% a 100%). Um Wallbox com essa capacidade é vendido nas concessionárias da marca. Já o recarregador vem de série com o caminhão.

Em estações de 40 kWh (carga rápida), leva-se duas horas para recarregar de 20% a 80% da bateria, também conforme informações da montadora. A JAC informa ainda que a autonomia média é de 200 km.

Levando duas toneladas de carga, o caminhão pode rodar até 250 km. Isso com o modo ECO acionado. Essa função limita a velocidade máxima a 60 km/h (confira abaixo). Já com as quatro toneladas de carga (o máximo suportado), são 180 km.

O iEV 1200T tem peso bruto total de 7.490 quilos. Já o peso em ordem de marcha é de 3.350 quilos. Quanto às dimensões, são 5,99 metros de comprimento e 2,16 m de largura. A altura é de 2,32 metros.

Vocação urbana

JAC iEV1200t - Divulgação/JAC Motors - Divulgação/JAC Motors
Imagem: Divulgação/JAC Motors

Por sua autonomia baixa e capacidade de carga, o iEV 1200T é um caminhão de aptidão urbana. No breve teste com o veículo, ele mostrou ser fácil de manobrar em curvas mais fechadas. A direção tem assistência eletroidráulica.

A suspensão tem eixo rígido na frente e atrás e os freios são a ar. O câmbio traz uma marcha apenas, como em todo modelo elétrico. Ao apertar o botão ECO no console central e limitar a velocidade a 60 km/h, para poupar bateria, o veículo demora um pouco mais a responder do que quando está no modo normal de condução.

Sem o limitador, as saídas são ágeis, graças ao bom torque instantâneo, disponível desde o momento que o motorista começa a pressionar o pedal do acelador. Vale ressaltar que a avaliação foi feita sem carga.

O caminhão, no entanto, não estava com a configuração chassi-cabine de fábrica. Ele foi equipado com um baú. Apesar do acabamento rústico e simples, há pequenos mimos no iEV 1200T. O modelo traz ar-condicionado e até uma central multimídia com tela vertical.

Compatível com Android Auto e Apple Car Play, o sistema estava configurado com software desenvolvido na China. De acordo com a JAC, a versão do iEV 1200T a ser entregue aos clientes (a distribuição do lote inicial deve ser finalizada até dezembro) trará uma versão nacionalizada da central.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, o JAC iEV 1200T não é o único caminhão elétrico vendido no Brasil. A BYD também negocia este tipo de veículo, mas com foco em governos, prefeituras e empresas privadas. A informação foi corrigida.

Notícias