PUBLICIDADE
Topo

Notícias

'Nem na ditadura militar vi isso', diz Celso Amorim sobre governo Bolsonaro

"Nem durante o pior momento da ditadura militar havia uma visão tão pouco compatível com a realidade brasileira", afirma o ex-chanceler -
"Nem durante o pior momento da ditadura militar havia uma visão tão pouco compatível com a realidade brasileira", afirma o ex-chanceler
do UOL

Do UOL, em São Paulo

22/09/2020 23h30

Celso Amorim, ex-ministro das Relações Exteriores, criticou hoje a política externa do governo Jair Bolsonaro (sem partido), ao analisar, em entrevista à CNN Brasil, o discurso do presidente na abertura da Assembleia Geral da ONU.

"Eu nunca vi isso. Nem no governo militar, nem durante o pior momento da ditadura militar havia uma visão tão pouco compatível com a realidade brasileira, que é plural. Tem conservadores no Brasil? Tem, mas tem muitas outras pessoas", afirmou Amorim, que foi chanceler durante o governo Lula e ministro da Defesa no governo de Dilma Rousseff, ambos do PT.

A declaração foi feita por Amorim quando ele analisava o fato de Bolsonaro ter anunciado na ONU que "o Brasil é um país cristão e conservador".

Também em entrevista à CNN Brasil, o atual chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, defendeu a colocação do presidente e criticou a visão dos governos anteriores de que a identidade brasileira é plural:

"Acho que a nação é um corpo e transcende indivíduos. Não é simplesmente uma coleção de indivíduos, ela tem uma personalidade. E acho que a personalidade do Brasil é cristã e conservadora, como disse o presidente Bolsonaro."

Ele explicou: "É uma questão de recuperarmos a identidade nacional. De ver o que realmente significa o Brasil, ser brasileiro. Não ser um país genérico".

Notícias