PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Alguns ex-prisioneiros talibãs voltam a pegar em armas, segundo negociador afegão

22/09/2020 16h52

Washington, 22 Set 2020 (AFP) - Alguns ex-prisioneiros talibãs libertados antes das negociações de paz com o governo afegão já pegaram em armas, disse o chefe do processo de paz de Cabul, Abdullah Abdullah, nesta terça-feira, que mesmo assim descreveu a atmosfera das negociações em andamento como "positiva".

"Eu sei que alguns deles voltaram ao campo de batalha, o que é uma violação de seus compromissos", disse Abdullah em uma conferência online organizada pelo think tank americano Council on Foreign Relations, mas ressaltou que a maioria não voltou a pegar em armas.

As negociações entre o governo afegão e os insurgentes ainda continuam no nível do grupo de contato e as duas delegações começaram a dialogar.

"Dado o contexto, considero positivo", disse ele.

Embora o nível de violência não tenha diminuído, o negociador afegão pediu aos Estados Unidos - que negociaram um acordo separado com os talibãs - que os convencessem a dialogar com o governo e o Paquistão, que Cabul regularmente acusa de abrigar e financiar o grupo rebelde, para promover um cessar-fogo.

"O nível de violência é muito alto, a um grau que não é aceitável para a população e reitero meu apelo aos talibãs e a todos os parceiros que têm influência sobre eles para que pressionem esse ponto", disse.

Abdullah acrescentou que visitará o Paquistão "em alguns dias" pela primeira vez desde 2008.

sl/la/mps/yow/cc

Notícias