PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Escolas de Seul são reabertas após queda de casos de covid-19

Estatísticas em agosto levaram autoridades da capital sul-coreana a fechar escolas por quase um mês - Ed Jones/AFP
Estatísticas em agosto levaram autoridades da capital sul-coreana a fechar escolas por quase um mês Imagem: Ed Jones/AFP

Da EFE, em Seul (Coreia do Sul)

21/09/2020 14h21

As escolas na região de Seul, capital da Coreia do Sul, reabriram hoje suas portas graças à queda no número de casos de covid-19, após um aumento de infecções em agosto que levou as autoridades locais a fecharem os colégios por quase um mês.

Como os novos casos começaram a crescer em meados do mês passado, as salas de aula em Seul e arredores, onde vivem 26 milhões de pessoas (mais da metade da população nacional), fecharam suas portas em 26 de agosto, exceto daqueles que recebem alunos do último ano do ensino médio.

Estes últimos continuaram a frequentar as escolas usando um sistema rotativo de capacidade limitada no preparamento para o importante exame de admissão à universidade que ocorre em novembro.

Hoje, todas as escolas nas cidades de Seul e Incheon e na província vizinha de Gyeonggi começaram a abrir de forma escalonada para o resto dos cursos aplicando este sistema rotativo, que limita a capacidade máxima das aulas a um terço de sua capacidade (até dois terços no ensino médio).

O Ministério da Educação da Coreia do Sul afirmou hoje que acompanhará de perto a evolução do vírus até 11 de outubro e que decidirá sobre a ampliação ou redução da presença dos alunos nas salas de aula.

Atualmente, o país asiático relatou apenas 70 novas infecções, das quais 55 são infecções locais, de acordo com dados da Agência Coreana para Controle e Prevenção de Doenças (KDCA).

Desde janeiro, a Coreia do Sul registrou apenas 23.045 infecções e 385 mortes por Covid-19, o que representa uma taxa de letalidade de 1,67%.

Notícias