PUBLICIDADE
Topo

Notícias

15 cobras são apreendidas com jovem no interior de SP; multa é de R$ 11 mil

do UOL

Simone Machado

Colaboração para o UOL, de São José do Rio Preto

21/09/2020 21h28

Um jovem de 19 anos foi multado em mais de R$ 11 mil por suspeita de criar e vender animais exóticos em Franca, interior de São Paulo. Na casa dele foram encontradas 15 serpentes exóticas, três saguis, um jabuti, uma coruja suindara, três ouriços pigmeus, cinco aranhas-caranguejeiras e um cágado.

De acordo com a Polícia Ambiental, a apreensão foi na manhã de hoje durante a Operação Jequitibá. Havia um mandado de busca domiciliar para ser realizado na casa do jovem, no Jardim Panorama.

No local, o jovem teria dito aos policiais que criava os animais desde os 12 anos de idade. Apesar de não ter sinais de maus-tratos, os animais não eram legalizados e por isso a criação é considerada ilegal.

"Tudo leva a crer que esses animais eram criados para serem vendidos porque são animais de valor mais elevado e atrai as pessoas. Mas ainda não sabemos para onde os animais eram comercializados. Para isso precisará de uma investigação melhor", explica o capitão da Polícia Ambiental, Rodrigo Antônio dos Santos.

As 15 serpentes apreendidas são da espécie corn snake e king snake, que não são venenosas e não fazem parte da fauna brasileira. Além delas, os ouriços pigmeus são originários da África e, por isso, também são considerados exóticos.

Ainda segundo a Polícia Ambiental, a coruja encontrada na residência estava com anilha de identificação e possuía nota fiscal, porém o documento era falso. "Quando fomos checar o documento vimos que teria sido emitido por uma empresa do Rio de Janeiro, mas verificamos que o documento não era verdadeiro", explica o capitão.

O jovem, que não teve a identidade divulgada, foi levado para a delegacia e multado em R$ 5,5 mil por manter animais silvestres em cativeiro e em R$ 5,6 mil por criar animais exóticos sem autorização. Ele foi ouvido e liberado em seguida.

As serpentes king snake apreendidas foram levadas para o Bosque Municipal Fábio Barreto, em Ribeirão Preto. Os demais animais serão destinados a instituições credenciadas junto à Polícia Ambiental, mas ainda não há confirmação para onde todas elas serão enviadas.

"As demais cobras, que são da espécie corn snake, e os ouriços serão levados para o Instituto Butantan, na capital paulista. Já os outros ainda estamos aguardando", acrescenta Santos.

Além dos animais, também foram apreendidos na casa do jovem uma espingarda calibre 12, com numeração raspada, dois cartuchos intactos e uma outra espingarda de pressão calibre 5.5, sem nota fiscal. O rapaz teria explicado aos policiais que conseguiu as armas em troca de animais.

Além da multa, o jovem responderá por crime ambiental, com pena prevista de três meses a um ano de detenção. Como o jovem não teve a identidade divulgada pela Polícia Ambiental, a reportagem do UOL não conseguiu entrar em contato com ele e sua defesa.

Notícias