PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Cientista ligado à criação do Novichok pede desculpas a Navalny

Líder opositor russo Alexei Navalny posa para foto com sua família em hospital em Berlim -
Líder opositor russo Alexei Navalny posa para foto com sua família em hospital em Berlim

20/09/2020 10h45

Moscou, 20 Set 2020 (AFP) - O químico Vil Mirzayanov, que disse ter estado envolvido no programa secreto soviético que criou o agente Novichok, pediu desculpas ao russo Alexei Navalny.

O opositor do presidente Vladimir Putin teria sido envenenado por essa poderosa substância.

"Apresento minhas sinceras desculpas a Navalny por ter participado desse empreendimento criminoso que preparou a substância que o envenenou", disse Mirzayanov no sábado (19), em entrevista ao canal de oposição TV Rain.

Mirzayanov, agora residente nos Estados Unidos, foi o primeiro a revelar a existência do Novichok em artigos publicados no início dos anos 1990.

Em 20 de agosto, Navalny, um crítico ferrenho do Kremlin, sentiu-se muito mal, a bordo do avião que o levava da Sibéria para Moscou.

Depois de passar dois dias em um hospital russo, graças à pressão de seus parentes, ele foi levado para a Alemanha e internado em coma em Berlim.

Navalny saiu do coma e agora se recupera gradualmente, em tratamento feito neste mesmo hospital.

Um laboratório militar alemão concluiu, em 3 de setembro, que o opositor russo foi envenenado com uma substância do tipo Novichok, concebida para fins militares na época soviética. Moscou nega estar na origem desse envenenamento.

Três ex-cientistas soviéticos, agora nos seus 70 anos, alegaram publicamente terem participado da criação do Novichok.

"Navalny terá de ser paciente, mas, no final, terá boa saúde", avaliou Mirzayanov, que prevê uma recuperação de "cerca de um ano".

Notícias