PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Pacote com veneno endereçado a Trump é interceptado pela polícia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump - LEAH MILLIS/REUTERS
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump Imagem: LEAH MILLIS/REUTERS
do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/09/2020 17h10

Um pacote contendo o veneno ricina e endereçado ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi interceptado pela polícia essa semana. A informação foi dada por dois policiais à rede de televisão americana CNN.

De acordo com a televisão, dois testes foram feitos para confirmar a presença da toxina. O FBI e o Serviço Secreto Americano investigam o caso.

Ao jornal americano The New York Times, um oficial disse acreditar que a correspondência veio do Canadá e teria sido enviada por uma mulher. Além de Trump, cartas com a mesma toxina também foram enviadas à escritórios federais no Texas, diz o jornal.

O pacote foi interceptado em uma instalação externa à Casa Branca, onde são examinadas todas as correspondências antes de serem recebidas.

"O FBI e nossos parceiros do Serviço Secreto dos EUA e do Serviço de Inspeção Postal dos EUA estão investigando uma carta suspeita recebida em uma instalação postal do governo dos EUA. No momento, não há nenhuma ameaça conhecida à segurança pública", disse o FBI em comunicado nas redes sociais.

A ricina é uma proteína altamente tóxica encontrada em mamonas. É um dos venenos mais potentes de origem vegetal. Quem ingere tem náuseas, vômitos e sangramento dos órgãos. Pode levar à morte por colapso do sistema circulatório. A sua reação acontece em poucas horas.

A Casa Branca ainda não comentou o caso

Notícias