PUBLICIDADE
Topo

Notícias

É preciso "solidaridade obrigatoria" de países da UE sobre migração, diz comissária

19/09/2020 15h34

Bruxelas, 19 Set 2020 (AFP) - É necessário estabelecer um "mecanismo obrigatório de solidariedade" entre os 27 países da UE em torno da "pressão" migratória, disse no sábado a comissária europeia para Assuntos Internos, Ylva Johansson.

"Deve ser obrigatório, todos os Estados-membros devem ajudar quando um Estado Membro está sob pressão, quando há muitas pessoas que precisam de proteção", disse o comissário sueco à AFP.

"Mas também devemos levar em conta o tipo de ajuda necessária", destacou o comissário diante da hostilidade de alguns países ao acolhimento de requerentes de asilo e ao fracasso do sistema de distribuição provisória de cotas decidido durante a crise migratória de 2015.

"Não se trata apenas de realocações (para um país da UE), mas também sobre o retorno ao seu país de origem de pessoas a quem foi negado o direito de asilo", disse.

A comissária não quis dar detalhes sobre o "novo pacto sobre migração e asilo" que apresentará em 23 de setembro, duas semanas após o incêndio do campo superlotado e insalubre de Moria, na Grécia, símbolo do fracasso da UE em chegar a um acordo sobre uma política comum.

Johansson reconhece que "encontrar uma proposta que possa ser aceite por todos os Estados-membros e pelo Parlamento Europeu" é "uma tarefa difícil", mas espera que quando apresentar a sua proposta na próxima semana "todos se apercebam de que se trata um compromisso equilibrado ".

alm/fmi/mr/mab/eg/cc

Notícias