PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Rio: sem conseguir atendimento por uma semana, homem morre com leptospirose

Pedreiro morreu de leptospirose depois de buscar atendimento por uma semana em hospitais do Rio - Reprodução RJTV
Pedreiro morreu de leptospirose depois de buscar atendimento por uma semana em hospitais do Rio Imagem: Reprodução RJTV
do UOL

Do UOL, em São Paulo

18/09/2020 11h47

Um homem de 33 anos morreu no Rio de Janeiro depois de buscar atendimento durante uma semana em UBSs (Unidade Básica de Saúde) da cidade. Ele tinha leptospirose e quando conseguiu atendimento não resistiu à doença.

Josimaicon de Macedo Castilho foi cinco vezes à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sepetiba, onde recebeu medicamentos e não foi examinado, e ao Hospital Pedro II, em Santa Cruz, segundo contou a família ao RJTV, da Globo.

Na segunda ida ao hospital, Josimaicon foi submetido a exames de sangue e urina, que detectaram problemas nos rins. Ele foi internado e iniciou o tratamento uma semana após apresentar sintomas.

Na quarta-feira (16), o pedreiro teve quatro paradas cardíacas e morreu. "Já na segunda-feira ele acordou não estava nada bem, não estava conseguindo andar, não estava conseguindo falar. Aí que o médico foi ver a gravidade dele. Aí foi que eles fizeram o exame. Eu venho aqui para falar da negligência da UPA e do hospital", disse a mulher do pedreiro, Fernanda Cristina.

À reportagem, a Prefeitura do Rio informou que o pedreiro foi atendido e liberado por apresentar melhoras.

Notícias