PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Inteligência russa denuncia 'tutela' dos EUA sobre oposição bielo-russa

16/09/2020 13h22

Moscou, 16 Set 2020 (AFP) - O diretor do serviço russo de Inteligência Externa (SVR), Sergei Naryshkin, acusou a opositora bielo-russa Svetlana Tikhanovskaya, nesta quarta-feira (16), de estar "sob a tutela" dos Estados Unidos.

Naryshkin responsabilizou os EUA pelas manifestações contra o presidente de Belarus, Alexander Lukashenko.

"Os Estados Unidos tomaram sob sua tutela a ex-candidata presidencial e outros militantes da oposição, promovidos como líderes da futura 'Belarus democrática'", disse Naryshkin, em mensagem transmitida para as agências russas de notícias.

De acordo com o diretor do SVR, Washington "desempenha um papel fundamental nos acontecimentos atuais em Belarus", apesar de "tentarem se manter discretos no espaço público".

Naryshkin afirma que os Estados Unidos destinaram, "a partir de 2019 e início de 2020, por meio de várias organizações não governamentais, 20 milhões de dólares para a organização de manifestações contra o governo".

Um movimento de protesto sem precedentes começou em Belarus após a eleição presidencial de agosto passado. No poder desde 1994, Lukashenko se diz vencedor da disputa, com 80% dos votos.

As manifestações já deixaram dezenas de feridos, e milhares de pessoas foram detidas. Também foram relatados inúmeros casos de tortura e de maus-tratos nos presídios do país. Todas as figuras de liderança da oposição foram presas, ou forçadas a buscar o exílio.

tbm/alf/mr/mab/mis/tt

Notícias