PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Eduardo Campanella, VP da Unilever: Palavra-chave hoje é empatia

do UOL

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/08/2020 04h01

Eduardo Campanella, vice-presidente de marketing da Unilever, é o entrevistado do podcast Mídia e Marketing, publicado nesta semana. Na entrevista, o executivo fala sobre os aprendizados da pandemia para a multinacional, além de contar sobre as mudanças recentes na forma de fazer propaganda, com a ampliação do diálogo entre marcas e consumidores.

"A palavra-chave da pandemia é empatia. A vida do nosso funcionário mudou, a vida do nosso consumidor mudou. Comunicação é estar em sintonia com o consumidor. A crise é tão grande que, para uma parte importante da população, é difícil falar de otimismo. É o momento de empresas e sociedade estarem mais unidas", afirma o executivo (no arquivo acima, o trecho está a partir de 7:07).

Sobre o novo momento da publicidade, o executivo é enfático. "A propaganda sempre teve a ver com diálogo. Acho que a verdade é muito mais importante. O consumidor está muito mais atento ao que ele compra, ao benefício que ele recebe. O momento que a gente vem vivendo mudou a relação do consumidor com muitas das categorias e isso faz com que a propaganda tenha que buscar esse olhar mais próximo", declara Campanella (a partir de 13:40).

"A conexão com o consumidor hoje é quase simultânea. Nunca os hábitos mudaram tão rapidamente e tão frequentemente. Quem pensaria que teríamos grupos de WhatsApp com o consumidor? Quanto mais eu consigo entender as necessidades e demandas do nosso consumidor, melhor produto eu consigo trazer", afirma (a partir de 19:33).

A Unilever participa, globalmente, do boicote ao Facebook desde julho. "Nosso objetivo é melhorar as plataformas que estamos. Quando falamos de oportunidades, vemos que existem plataformas e conteúdos diferentes e vemos que o consumidor está passando mais tempo nelas. O Tik Tok, por exemplo, é uma delas. O mercado publicitário está aprendendo a atuar nele", diz (a partir de 15:38).

Notícias