PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Irã espera que embargo de armas dos EUA fracasse na ONU

12/08/2020 11h32

Teerã, 12 Ago 2020 (AFP) - O presidente do Irã, Hassan Rohani, disse nesta quarta-feira (12) que tem "grandes esperanças" de que a resolução dos Estados Unidos que visa prolongar o embargo à venda de armas ao Irã fracasse na ONU.

"Esperamos fortemente que os Estados Unidos fracassem", declarou Rohani, durante um conselho de ministros transmitido pela televisão.

"A adoção de tal resolução significaria uma violação flagrante" do acordo nuclear, alertou o presidente iraniano.

O representante do Irã nas Nações Unidas afirmou que os Estados Unidos devem reformular seu projeto de resolução se for rejeitado por outros membros do Conselho de Segurança.

A proibição da venda de armas ao Irã expira em 18 de outubro, segundo uma resolução aprovada pelo acordo concluído em julho de 2015, entre Irã e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia), além da Alemanha.

Mas um embargo da ONU sobre os materiais e a tecnologia que o Irã poderia utilizar para seu programa de mísseis balísticos deve permanecer em vigor até 2023.

A União Europeia declarou que continuará aplicando seu próprio embargo contra Teerã após o levantamento do primeiro da ONU.

De acordo com os termos do acordo nuclear, o Irã concordou em reduzir suas atividades nucleares em troca de, entre outras coisas, uma redução das sanções.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou unilateralmente seu país do acordo em maio de 2018 e impôs sanções ao Irã como parte de uma campanha de "pressão máxima".

Em resposta, em maio de 2019 o Irã se retirou da maior parte de seus compromissos estabelecidos no acordo.

ap/dv/hj/bfi/mis/mb/aa

Notícias