PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Brasil tem mais de 55 mil novos casos de covid-19

12/08/2020 19h53

Brasil tem mais de 55 mil novos casos de covid-19 - Casos da doença passam de 3,1 milhões. Mais 1.175 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, elevando total para 104.201. Segundo o Ministério da Saúde, 2.309.477 pacientes se recuperaram.O Brasil registrou mais 55.155 casos confirmados de covid-19 e 1.175 mortes em 24 horas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde divulgados nesta terça-feira (12/08). O balanço eleva o total de infecções para 3.164.785 e o total de óbitos para 104.201.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

Ao todo, 2.309.477 pacientes se recuperaram da doença, e 751.107 estão em acompanhamento, segundo o Ministério da Saúde. O Conass não informa número de recuperados.

São Paulo é o estado brasileiro mais atingido pela epidemia, com 655.181 casos e 25.869 mortes. O número de infectados no território paulista supera os registrados na maioria dos países, sendo menor apenas do que o contabilizado nos Estados Unidos (5,1 milhões), Índia (2,3 milhões) e Rússia (900 mil).

A Bahia é o segundo estado brasileiro com maior número de casos, somando 203.020, e o sexto em número de mortos, com 4.135 vítimas. Já o Ceará tem 192.422 infecções e 8.052 óbitos, o que o coloca atrás do Rio de Janeiro (com 185.610 infecções e 14.295 óbitos) como o terceiro estado com mais mortes.

Segundo o Conass, a taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes é atualmente de 49,6 no Brasil – cifra menor do que a registrada em nações europeias duramente atingidas, como o Reino Unido (70,10) e a Bélgica (86,49).

Nesta quarta-feira, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que seu teste para covid-19 deu positivo. Ele não apresenta sintomas da doença e está em quarentena em casa.

Doria é o 11º primeiro governador brasileiro a testar positivo para a covid-19. Além dele, os governadores do Amapá (Renan Filho), Espírito Santo (Renato Casagrande), Mato Grosso (Mauro Mendes), Pará (Helder Barbalho), Pernambuco (Paulo Câmara), Rio de Janeiro (Wilson Witzel), Rio Grande do Sul (Eduardo Leite), Roraima (Antonio Denarium), Santa Catarina (Carlos Moisés), e Sergipe (Belivaldo Chagas) também foram diagnosticados com o novo coronavírus.

No início de julho, o presidente Jair Bolsonaro também disse ter testado positivo para a covid-19. Durante as quase três semanas em que esteve infectado, Bolsonaro, que minimizou sistematicamente a pandemia, cumpriu, porém, um isolamento frouxo, chegando a confraternizar com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada e passear nos jardins do palácio enquanto funcionários trabalhavam.

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais infecções e mortes por coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos, que já acumulam mais de 5,1 milhões de casos e mais de 165 mil óbitos.
Atrás de EUA e Brasil, os países mais atingidos são Índia (2,3 milhão de casos confirmados), Rússia (900 mil) e África do Sul (568 mil).

Ao todo, mais de 745 mil pessoas morreram em decorrência do vírus no planeta. Depois de EUA e Brasil, os maiores números absolutos de mortes se concentram no México (53 mil), Reino Unido (46,7 mil) e na Índia (46 mil).

CN/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Facebook Messenger | Twitter
| YouTube | App | Instagram | Newsletter

Notícias