PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Presidente libanês pede que premiê siga interinamente no cargo após renunciar

11/08/2020 04h52

Beirute, 10 ago (EFE).- O presidente do Líbano, Michel Aoun, aceitou a renúncia apresentada nesta segunda-feira pelo primeiro-ministro, Hassan Diab, em conjunto com os demais membros do governo, e lhe pediu que continue no cargo interinamente, até a eleição de seus sucessores.

"O presidente Aoun agradeceu a Diab e aos ministros e lhes pediu que continuassem no cargo até que um novo governo fosse formado", informou a presidência por meio do Twitter.

Diab reuniu-se com Aoun no Palácio do Governo para informá-lo oficialmente sobre a decisão de renunciar, anunciada em um discurso à nação poucos dias após a explosão no porto de Beirute que causou pelo menos 160 mortes e deixou mais de 6 mil feridos.

Em seu discurso, Diab disse que "os mecanismos de corrupção são maiores do que o Estado", e por isso ele deixou a chefia do governo que dirigia desde dezembro de 2019.

A renúncia ocorreu em meio a outro dia de protestos violentos em Beirute para exigir que todas as principais autoridades do país deixem os cargos.

Notícias