PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Novos protestos no Extremo Oriente russo por prisão de governador

08/08/2020 11h10

Khabarovsk, Rússia, 8 Ago 2020 (AFP) - Milhares de manifestantes marcharam, neste sábado (8), na cidade de Khabarovsk, no Extremo Oriente da Rússia, para protestar contra a prisão em 9 de julho do governador regional Sergei Furgal, que gerou uma onda de protestos sem precedentes.

Pelo quinto fim de semana consecutivo, os manifestantes marcharam pelas ruas desta cidade de 600.000 habitantes perto da China, gritando palavras de ordem contra o Kremlin e em apoio ao popular ex-governador da região, que está detido em Moscou.

Os habitantes de Khabarovsk protestam todos os sábados, mas também há pequenas congregações diárias, no movimento de contestação contra o governo mais importante em vários anos fora de Moscou.

Sergei Furgal foi eleito governador em 2018, vencendo o candidato do Kremlin. Moradores da região acreditam que sua prisão por supostos assassinatos ocorridos em meados da década de 2000 tem motivação política e se perguntam por que será julgado longe de Khabarovsk.

De acordo com a mídia local, a mobilização reuniu neste sábado até 100.000 manifestantes, enquanto a prefeitura de Khabarovsk estimou a presença em 2.800, afirmando que o número de participantes está "em declínio".

Elena Ogly, de 38 anos, garantiu à AFP que quer "defender os interesses da região e dos cidadãos que o elegeram governador".

"Nós o escolhemos com honestidade. Nós o amamos, o defenderemos, como você pode ver. Isso vai parar quando o presidente nos der uma resposta, ou nunca vai parar", disse.

Manifestações em apoio ao movimento Khabarovsk também foram organizadas em outras cidades da Rússia.

Segundo a ONG OVD-Info, especialista no monitoramento de prisões paralelas às manifestações, cinco pessoas foram detidas nesye sábado em Vladivostok, outra grande cidade do Extremo Oriente russo.

bur-apo/lch/af/mar

Notícias