PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Acidente com avião na Índia deixa pelo menos 17 mortos

07/08/2020 20h59

Nova Délhi, 7 Ago 2020 (AFP) - Pelo menos 17 pessoas morreram e 15 ficaram gravemente feridas nesta sexta-feira (7), quando um avião derrapou na pista de um aeroporto no sul da Índia após pousar sob forte chuva e se partir em dois.

A queda do avião da Air India Express ocorreu no aeroporto da cidade de Kozhikode, no estado de Kerala.

Um total de 100 pessoas ficaram feridas, segundo autoridades.

A Air India Express informou que o Boeing 737 transportava 191 pessoas, entre passageiros e tripulantes, e fazia a rota entre Dubai e Kozhikode.

A aeronave foi uma das dezenas que, nas últimas semanas, repatriou milhares de indianos bloqueados pela pandemia no exterior, principalmente nos países do Golfo.

O avião saiu da pista e caiu em uma vala de 10 metros de altura, segundo o Ministério da Aviação.

Imagens da televisão mostraram parte dos destroços da fuselagem, enquanto equipes de resgate trabalhavam com dificuldades em meio à chuva forte para recolher os restos do avião, sem sinais de incêndios.

Seeram Sambasiva, autoridade de Kozhikode, disse que 17 pessoas morreram, incluindo os dois pilotos.

Segundo uma lista de passageiros consultada pela AFP, dois bebês, de 10 e 18 meses, estavam entre os mortos.

Quinze passageiros estavam voltando pra casa após perderem o emprego, 12 devido a emergências médicas e dois para se casar, segundo a documentação do voo.

"Pelo menos 15 passageiros ficaram gravemente feridos. A situação ainda está se desenvolvendo", disse à AFP Abdul Karim, um oficial da polícia local.

"Tememos que o número de vítimas piore. A operação de resgate acabou. Agora estamos recolhendo e separando os pertences das pessoas e objetos de valor ao redor da pista", acrescentou.

- "Partiu em dois" -Segundo a agência de regulação aeronáutica DGCA, o avião derrapou no final da pista, "caiu no vale e se partiu em dois".

Um porta-voz da Air India Express afirmou que o avião parecia ter rodado além da pista.

A mídia indiana, com base em dados de um site de rastreamento de aeronaves, afirmou que o avião tentou pousar duas vezes.

Vários sobreviventes disseram à televisão local que o avião não parava de subir e descer antes de pousar. "Os moradores correram para o local depois de ouvir o barulho", disse um socorrista. "As pessoas vinham de carro, mandavam mensagens via WhatsApp (...) que precisavam de ajuda".

"Primeiro as pessoas levaram os feridos para o hospital em seus carros. Depois, os serviços de emergência assumiram", acrescentou.

Um homem relatou que tentou transportar um bebê gravemente ferido para o hospital, que não sobreviveu. "Se ele estivesse em uma ambulância, poderia ter se salvado", lamentou.

A companhia aérea disse em nota que "nenhum incêndio foi relatado no pouso" do avião, que transportava 184 passageiros, incluindo 10 crianças, dois pilotos e cinco tripulantes de cabine.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, expressou suas condolências no Twitter.

"Meus pensamentos estão com aqueles que perderam seus entes queridos. Que os feridos se recuperem o mais rápido possível. As autoridades estão no local, prestando toda a assistência aos afetados", disse Modi.

O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, disse estar triste com a "perda de vidas inocentes".

O último grande acidente de avião na Índia foi em 2010, quando um Boeing 737-800 da Air India Express que viajava de Dubai a Mangalore ultrapassou a pista e explodiu em chamas. O acidente matou 158 pessoas e deixou oito sobreviventes.

Kerala foi atingida por fortes chuvas nos últimos dias. Nesta sexta-feira, pelo menos 15 pessoas morreram, incluindo duas crianças, depois que um deslizamento de terra causado por fortes chuvas destruiu diversas casas em outra região do estado.

Equipes de resgate temem que cerca de 50 pessoas ainda estejam presas nos escombros de várias casas arrastadas pelos deslizamentos de terra.

ash-tw-bb-stu/sst/jc/cc/mvv/jc

Notícias