PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Polícia dispersa novo protesto em zona mapuche do sul do Chile

04/08/2020 18h05

Santiago, 4 Ago 2020 (AFP) - Com pelo menos quatro detidos, uma nova manifestação de apoio aos mapuches indígenas na região de Araucanía terminou nesta terça-feira, dispersada pela polícia, em meio ao aumento de expressões racistas que preocupam a ONU.

Cerca de 300 manifestantes de diferentes comunidades mapuche em Araucanía (680 km ao sul de Santiago) se reuniram no centro da cidade de Temuco para marchar pela cidade, mas a polícia os impediu de avançar e os dispersou com jatos de água e gás lacrimogênio.

A polícia alertou os manifestantes que o protesto não havia sido autorizadi e ordenou que eles deixassem o local.

A manifestação deixou pelo menos quatro detidos, segundo a polícia.

Também foram registrados incidentes na cidade de Lumaco, onde cinco policiais foram feridos durante um ataque a uma delegacia.

A violência aumentou na região de La Araucanía, depois que cinco prédios municipais ocupados pelos indígenas mapuche foram despejados pela polícia na noite de sábado, apoiados por grupos civis que lançaram gritos racistas contra os indígenas.

Na segunda-feira, um caminhão foi incendiado em meio a confrontos que deixaram três detidos.

msa/pa/gfe/cc

Notícias