PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Chile segue registrando queda em casos diários do novo coronavírus

04/08/2020 18h28

Santiago, 4 ago (EFE).- O Chile, que deve suspender várias quarentenas nesta semana, continua apresentando melhorias na curva de pandemia da Covid-19 e, nas últimas 24 horas, registrou apenas 1.462 novos casos, segundo revelaram nesta terça-feira as autoridades sanitárias.

Desta forma, o total de infecções atingiu 362.962 desde o início de março, quando foi detectado o primeiro caso, já as mortes confirmadas pelo teste de PCR chegaram a 9.745, após registro de 38 óbitos nas últimas 24 horas.

Com quase 19 milhões de habitantes e 1,7 milhão de testes de PCR realizados - um dos números mais altos da região -, o Chile é o oitavo país do mundo em número de casos, de acordo com o Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.

"Os casos confirmados diminuíram 13% nos últimos 7 dias e 12 regiões diminuíram seus novos casos", explicou o ministro da Saúde, Enrique Paris, acrescentando que a ocupação hospitalar é de 80% em todo o país.

A taxa de positividade, que é o número de casos confirmados entre o número de testes realizados, caiu ontem pela primeira vez para 8%, um número que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera adequado para a suspensão das quarentenas.

Vários bairros da capital Santiago, que durante meses foi o foco da pandemia e teve sua rede hospitalar no limite, começam ontem sua segunda semana sem quarentena e espera-se que medidas restritivas sejam levantadas amanhã em outras áreas da cidade que foram confinadas que estão confinadas desde meados de maio.

A grande preocupação continua no norte do Chile, nas regiões de mineração de Atacama e Arica e Parinacota, onde a maioria das novas infecções está concentrada.

O governo chileno anunciou em meados de julho um plano em cinco fases para a abertura gradual da economia, que consiste em cinco etapas e está progredindo mais rapidamente nas regiões de Aysén e Los Ríos, onde cinemas, teatros e restaurantes podem operar em 25% de sua capacidade.

Em relação aos pacientes hospitalizados, foi indicado que atualmente existem 1.405 pessoas em Unidades de Terapia Intensiva, das quais 227 estão em estado crítico.

Notícias