PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Últimas notícias e o que sabemos até esta sexta-feira (31)

Ontem foi o primeiro dia do uso obrigatório de máscaras em Madri, na Espanha. O país, ao lado de Itália e França, anunciou hoje quedas recordes no PIB devido à pandemia - EFE/Mariscal
Ontem foi o primeiro dia do uso obrigatório de máscaras em Madri, na Espanha. O país, ao lado de Itália e França, anunciou hoje quedas recordes no PIB devido à pandemia Imagem: EFE/Mariscal
do UOL

Do UOL, em São Paulo

31/07/2020 12h35Atualizada em 31/07/2020 20h50

O Brasil registrou o recorde de 1.212 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com o balanço oficial do Ministério da Saúde. Ao todo, foram contabilizados 92.475 óbitos.

O país chegou à marca de 2.662.485 diagnósticos confirmados da covid-19, com 52.383 casos novos da doença identificados no último boletim.

O total de recuperados chegou a 1.884.051, representando 69,3% do total de infectados. Os casos em acompanhamento são 725.959, 27.3% do montante de contaminados.

Queda no PIB na França, Itália e Espanha

A semana terminou com um baque econômico para alguns países europeus. Devido à crise provada pela pandemia do coronavírus, França, Espanha e Itália registram recessão recorde, todos com quedas no PIB (Produto Interno Bruto (PIB).

A França registrou uma queda de 13,8% no segundo trimestre deste ano, o pior resultado desde 1949, porém melhor do que as projeções dos economistas. Na Espanha, a queda do PIB foi de 18,5%, e na Itália, de 12,4%. A economia italiana não enfrentava uma situação tão grave desde a Segunda Guerra Mundial.

A Itália, que já foi o epicentro da doença, registrou mais 386 casos de infecção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 247.158 desde o início da pandemia da covid-19, segundo informou a agência de Defesa Civil do país.

Brasil: cada pessoa com covid infectou outras 3

Uma pesquisa divulgada hoje pela revista "Nature Human Behavior", aponta que cada pessoa infectada pelo coronavírus no Brasil transmitiu a covid-19 para, em média, outros três indivíduos entre fevereiro e maio.

O índice no Brasil ficou acima do registrado em outros países da Europa fortemente atingidos pela pandemia, como Espanha, Reino Unido (ambos com 2,6), França e Itália (2,5 cada), indicou o estudo.

Governo federal é penúltimo em ranking de transparência

O governo federal ficou em penúltimo lugar no ranking que avalia a transparência na divulgação dos contratos emergenciais feitos durante a pandemia de covid-19. São analisados os governos dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal e também das prefeituras de todas as capitais brasileiras. A lista divulgada hoje pela ONG Transparência Internacional traz pela primeira vez a avaliação em nível federal.

O governo federal registrou 49,3 pontos (a nota vai de 0 a 100). A nota é considerada regular e só ficou na frente de Roraima, última colocada entre os estados com 40,51 pontos. A ONG explica que o motivo da nota baixa é a falta de detalhamento das contratações emergenciais e o fato de os dados estarem espalhados por vários portais diferentes. Três estados dividem o primeiro lugar com 100 pontos: Ceará, Espírito Santo e Rondônia.

Coronavírus pode estar entre morcegos há 70 anos

Um estudo publicado nesta semana na revista científica "Nature Microbiology" aponta que o novo coronavírus pode estar em circulação entre morcegos por mais de 70 anos antes de infectar humanos e provocar a pandemia da covid-19.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores traçaram uma espécie de árvore genealógica do vírus. Eles compararam o Sars-Cov-2 com partes do genoma de vírus do mesmo subgênero (sarcovírus) que não sofreram troca de material genético ao longo do tempo.

Pontes quer ser voluntário em testes brasileiros

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, disse hoje que será voluntário dos testes brasileiros da nitazoxanida no combate à covid-19. Assim como a cloroquina e a ivermectina, o medicamento é um dos que são apontados como tendo possível eficácia no combate à doença causada pelo novo coronavírus. Pontes confirmou ontem que está com a doença. É o quinto ministro diagnosticado.

Enquanto isso as notícias sobre o avanço e negociações das vacinas para a covid em andamento continuam. O governo dos Estados Unidos pagará US$ 2,1 bilhões a Sanofi e GlaxoSmithKline para imunizar 50 milhões de pessoas com a vacina que as empresas estão desenvolvendo e para subscrever os testes e fabricação do imunizante. O valor é o maior já anunciado até agora pela Casa Branca para acelerar vacinas e tratamento contra a covid-19.

Já a Pfizer Inc e a BioNTech SE, que também têm acordo com os EUA, acertaram o fornecimento de 120 milhões de doses de sua vacina experimental contra o coronavírus ao Japão na primeira metade de 2021. A BAT (British American Tobacco), fabricante dos cigarros Lucky Strike, espera a resposta da FDA, agência que regula fármacos e alimentos nos EUA, para autorizar os testes clínicos de uma vacina experimental contra à covid à base de plantas de tabaco.

No México, a farmacêutica francesa Sanofi-Pasteur se prepara para iniciar os testes da fase 3 da sua vacina contra a covid-19, parceria que facilitará o acesso do país à imunização em caso de sucesso, segundo o ministro de Relações Exteriores mexicano, Marcelo Ebrard. No país, a pandemia continua forte e já causou 45.361 mortes e 408.449 infecções.

SP: Prefeitura dará apoio a alunos que ficarem em casa

O secretário municipal de Educação de São Paulo, Bruno Caetano, disse hoje que a capital vai continuar dando suporte aos alunos que optarem por não voltar às aulas presenciais. Em entrevista à CNN, ele disse que a medida será regulamentada para garantir que as aulas online e a merenda sejam dadas a quem for ficar em casa.

Gol: prejuízo de quase R$ 2 bi; Embraer planeja novo PDV

As companhias aéreas seguem como uma das mais impactadas pela crise sanitária do novo coronavírus. A Gol teve um prejuízo de R$ 1,997 bilhão de reais no segundo trimestre, quando companhias aéreas em todo o mundo foram fortemente afetadas pela pandemia do novo coronavírus, segundo dados reportados hoje pela empresa.

Também no Brasil, a Embraer está conversando com os sindicatos a respeito de mais um PDV (plano de demissão voluntária), de acordo com nota divulgada ontem. A medida acontece para amenizar os impactos da crise gerada pela pandemia.

"Desta vez, além dos colaboradores em licença remunerada, também serão elegíveis aposentados por tempo de serviço ou quem tiver 55 anos de idade ou mais", afirmou a fabricante de aviões. O período de adesão vai até 14 de agosto.

Reino Unido adia próxima fase de flexibilização

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse hoje que adiará o próximo estágio de afrouxamento da quarentena por pelo menos duas semanas no Reino Unido devido a um aumento nas taxas de infecção pelo novo coronavírus.

Hoje, a OMS (Organização Mundial da Saúde) disse que não existe uma estratégia de "risco zero" para os países relaxarem as restrições de viagens internacionais durante a pandemia de covid-19, e que as viagens essenciais para emergências deveriam continuar sendo a prioridade. Ontem, a União Europeia atualizou a lista de países sem restrições para entrar nos países do bloco, e o Brasil também reabriu as fronteiras a estrangeiros.

Argentina e Bolívia, vizinhos do Brasil, segue em alerta. O primeiro teve ontem o dia com o maior número de mortes, um total de 153, em decorrência da covid-19. Já na Bolívia, autoridades investigam o surto de coronavírus no hospital psiquiátrico Gregorio Pacheco, na cidade de Sucre. Pelo menos 100 pessoas teriam contraído a doença e outras 14 morreram.

Cédulas foram colocadas em máquina de lavar na Coreia do Sul  - Bank of Korea/Divulgação - Bank of Korea/Divulgação
Cédulas foram colocadas em máquina de lavar na Coreia do Sul
Imagem: Bank of Korea/Divulgação

A imagem acima é de dar tristeza, mas aconteceu. Um sul-coreano colocou 50 mil won (cerca de R$ 220) na máquina de lavar para desinfectar as cédulas. Com boa parte delas danificadas, ele recorreu ao Banco da Coreia para trocaras notas. A perda foi considerável, mas ele conseguiu recuperar parte do valor.

Notícias