PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Los Angeles pode pagar para infectados respeitarem quarentena

Los Angeles está considerando pagar moradores da cidade diagnosticados com covid-19 para ficar em casa - Alexi Rosenfeld/Getty Images
Los Angeles está considerando pagar moradores da cidade diagnosticados com covid-19 para ficar em casa Imagem: Alexi Rosenfeld/Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/07/2020 18h58Atualizada em 30/07/2020 19h50

O Conselho de Los Angeles está considerando pagar moradores da cidade diagnosticados com covid-19 para ficar em casa. Em projeto apresentado ontem pelo conselheiro David Ryu, a ideia é que haja um "programa de substituição salarial" para qualquer pessoa, independentemente de renda, status de imigração ou antecedentes criminais.

Para serem elegíveis para o plano de 25 milhões de dólares (cerca de R$ 129 milhões), os indivíduos teriam que concordar em se auto-isolar e fornecer informações de saúde pública aos rastreadores de contato no Condado de Los Angeles, disse Ryu.

A proposta do conselheiro citou dados que mostram que comunidades de maioria negra ou latina, comunidades de baixa renda e imigrantes são mais propensos a se infectar com a covid-19 e sofrem com uma taxa de mortalidade mais alta.

Ele também ressalta que esses grupos também são mais propensos a trabalhar em atividades essenciais que não podem ser realizadas de casa, tendo de interagir constantemente com o público.

"A única maneira de sair dessa crise é através do aumento de testes e ficar em casa se você estiver doente. Mas você não pode fazer isso se estiver sem salário ou não puder receber ajuda federal. Muitos moradores estão sendo forçados a uma escolha impossível", afirma Ryu.

Com 10 milhões de habitantes, a cidade possui o maior número único de casos de covid-19 no estado da Califórnia, com mais de 183.000 casos confirmados e mais de 4.500 mortes. Ontem, o condado registrou mais de 4.800 casos adicionais e um registro diário de 91 mortes.

Notícias