PUBLICIDADE
Topo

Ferrari de R$ 660 mil entala em favela de BH; motorista recusa bafômetro

 Uma Ferrari dirigida por um motorista com sinais de embriaguez bateu em um poste no aglomerado do Morro das Pedras, em Belo Horizonte - Reprodução/Facebook
Uma Ferrari dirigida por um motorista com sinais de embriaguez bateu em um poste no aglomerado do Morro das Pedras, em Belo Horizonte Imagem: Reprodução/Facebook
do UOL

Do UOL, em São Paulo

29/07/2020 13h30

Ontem à noite, o motorista de uma Ferrari 612 Scaglietti 2005 bateu em um poste e "entalou" o esportivo em um beco da comunidade do Morro das Pedras, em Belo Horizonte (MG).

De acordo com a Tabela Fipe, o carro, com placas de Florianópolis, tem preço médio de R$ 660,9 mil e é do primeiro ano de fabricação.

Segundo informações da Polícia Civil de Minas Gerais, o dono da Ferrari - um empresário de 56 anos - apresentava sinais de embriaguez no momento da abordagem.

Policiais solicitaram o teste do bafômetro, mas o motorista se recusou a fazê-lo.

Ferrari 612 Scaglietti 2006 - Divulgação - Divulgação
Ferrari 612 Scaglietti é equipada com motor 5.8 V12 de 548 cv e tem 4 lugares
Imagem: Divulgação

Os policiais apreenderam a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) do condutor e abriram processo administrativo para a suspensão da permissão para dirigir por 12 meses. O veículo foi liberado e rebocado pelo proprietário.

O dono da Ferrari foi levado para uma delegacia do Detran-MG (Departamento de Trânsito de Minas Gerais) e autuado em flagrante pelo crime de trânsito.

Em seguida, foi liberado depois de pagar a fiança de R$ 1,4 mil, ele ainda terá de pagar uma multa de R$ 2.937,40 por dirigir sob efeito de álcool.

Outro lado

De acordo com a defesa do empresário, ele "dirigia para a sua residência, na qual reside há menos de um mês, sob orientação do GPS de seu veículo, quando adentrou em via incorreta que era estreita e sem saída".

"Ao tentar realizar manobra de retorno, acabou por colidir com um poste, o que impediu a continuidade da manobra", continua a nota enviada por advogada.

"Salienta-se que não estava sob efeito de álcool, conforme ficará comprovado pelos meios legais".

Notícias