PUBLICIDADE
Topo

Flórida tem novo recorde diário de mortes por Covid-19

23/07/2020 19h24

Miami, 23 jul (EFE).- A Flórida confirmou nesta quinta-feira mais 173 mortes por Covid-19, um recorde diário no estado, e 10.249 novos casos de infecção pelo coronavírus, após três dias seguidos com menos de 10 mil contágios.

Miami-Dade reportou mais 2.723 contaminações, o que elevou o total a 95.068, com 1.354 mortes. Se somados os dados desse condado, de Broward e de Palm Beach, chega-se a 48,78% das novas infecções na Flórida.

Entretanto, as autoridades locais continuam otimistas e estão começando a ver a curva de contágio "começar a aplanar", como disse o prefeito de Miami, Francis Suárez, em entrevista coletiva nesta quinta. O político destacou que os novos casos na cidade tem sido de 20 por dia, em média, nos últimos tempos, enquanto chegava a 125 no auge da crise sanitária.

O prefeito afirmou também que a regra de usar máscaras em locais públicos vem funcionando e acredita que caso isso seja mantido o contágio ficará abaixo de 10% em 30 dias. Com isso, ele descartou uma possível quarentena.

Desde que a obrigação do uso de máscara entrou em vigor em Miami, 115 multas que variam de US$ 50 a US$ 500 foram impostas. Além disso, 15 empresas foram fechadas temporariamente após 431 inspeções.

DESEMPREGO É MAIS UMA PREOCUPAÇÃO.

O aumento do desemprego é outro dos efeitos da pandemia que leva grande preocupação na Flórida. Na semana passada, 105.410 pessoas se candidataram ao seguro-desemprego, o que representa cerca de 27 mil pessoas a menos do que na semana anterior.

Nos últimos quatro meses, 1,7 milhão de moradores, de um total de 21,8 milhões habitantes, se beneficiaram dos fundos do pacote de estímulo econômico sob a Lei de Assistência Econômica, Alívio e Segurança do Coronavírus (Cares), que fornece US$ 600 por semana para os desempregados pela pandemia. Entretanto, a norma expirará no sábado.

O Senado pretende negociar nesta semana os detalhes de um novo pacote de ajuda chamado Heroes Act, que já foi aprovado pela Câmara dos Deputados.

Enquanto isso, a prefeitura de Miami anunciou mais fundos para suavizar a crise de moradia que se aproxima como resultado do impacto da Covid-19 e da falta de empregos. Um total de US$ 1,3 milhão de fundos estatais será alocado para ajudar os residentes que não podem pagar sua hipoteca ou aluguel por causa da pandemia.

OCUPAÇÃO DAS UTIS ESTÁ PRÓXIMA DE 85%.

Os centros de saúde continuam com um trabalho incessante para evitar o colapso do sistema de saúde. Houve 51 novas internações nas últimas 24 horas, o que faz o número de pessoas hospitalizadas subir para 9.581.

Atualmente, 84,3% dos leitos nas unidades de terapia intensiva em todo o estado estão ocupados, o que representa 974 vagas disponíveis.

De acordo com os últimos dados do Departamento de Saúde da Flórida, uma menina de 9 anos morreu de Covid-19 e se tornou a quinta criança vítima do vírus SARS-CoV-2 no estado.

A morte aumenta a polêmica em torno da reabertura de escolas na Flórida, uma posição com a qual o governador estadual, Ron DeSantis, está comprometido. No entanto, ele reitera que os pais devem ter ambas as opções e decidir qual delas acreditam ser a mais apropriada.

"Acho que devemos dar a todos os pais na Flórida a opção de mandar seus filhos de volta à escola e receber instrução presencial, ou optar por manter o ensino à distância. Nós os apoiamos e queremos que se sintam seguros", escreveu DeSantis no Twitter.

Notícias