PUBLICIDADE
Topo

Vários jornalistas russos detidos por apoiar colega acusado de espionagem

13/07/2020 12h49

Moscou, 13 Jul 2020 (AFP) - Vários jornalistas russos foram detidos nesta segunda-feira (13) em Moscou durante uma manifestação em apoio a Ivan Safronov, ex-jornalista e atual conselheiro do diretor da agência espacial russa, acusado de espionagem.

Em detenção provisória no centro de Lefortovo, em Moscou, aguardando julgamento, Safronov foi acusado de "alta traição" e pode ser condenado a 20 anos de prisão, disse seu advogado Ivan Pavlov à AFP.

Um grupo de jornalistas e apoiadores de Safronov se reuniu em frente ao centro de detenção para pedir sua libertação, constatou um jornalista da AFP, que viu a polícia levar pelo menos quatro pessoas.

Segundo a ONG especializada OVD-info, os detidos incluem vários jornalistas da imprensa russa e um membro do sindicato dos jornalistas.

"Conheço Ivan Safronov (...) não acredito nas acusações contra ele e acho que isso seja uma vingança por seu trabalho jornalístico", declarou à AFP Gleb Tcherkassov, que trabalhou com ele de 2010 a 2019.

A situação dos jornalistas na Rússia "está piorando e há cada vez menos meios de comunicação independentes e é difícil encontrar trabalho em um lugar onde não há censura", disse Tatiana Felguengauer, da rádio Echo de Moscou.

Safronov, de 30 anos, considerado um dos melhores jornalistas russos em questões militares e espaciais, foi preso no início de julho pelos serviços de segurança e acusado de enviar "segredos de Estado" a "serviços de inteligência estrangeiros".

bur-pop/alf/mc/af/mb/mr

Notícias