PUBLICIDADE
Topo

Vendas do varejo sobem 13,9% em maio ante abril, diz IBGE

27.jun.2020 - Movimentação no Saara, centro comercial popular na região central do Rio de Janeiro - Dikran Junior/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo
27.jun.2020 - Movimentação no Saara, centro comercial popular na região central do Rio de Janeiro Imagem: Dikran Junior/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo

Daniela Amorim

Rio

08/07/2020 09h27

As vendas do comércio varejista subiram 13,9% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, informou hoje o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado veio acima do teto do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam uma alta entre 0,90% e 11,60%, com mediana positiva de 5,90%.

Em relação a maio de 2019, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram baixa de 7,2% em maio de 2020. Também nessa comparação, o resultado surpreendeu positivamente. O recuo foi ainda menor que a previsão menos negativa dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast. Nesse confronto, as projeções iam de uma queda de 17,30% a 8,30%, com mediana negativa de 13,40%.

As vendas do varejo restrito acumularam recuo de 3,9% no ano e ficam estáveis (0%) em 12 meses.

Varejo ampliado

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas subiram 19,6% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal. O resultado também veio acima do teto do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam um aumento entre 0,50% e 13,10%, com mediana positiva de 7,70%.

Na comparação com maio de 2019, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 14,9% em maio de 2020. O resultado também surpreendeu positivamente. Nesse confronto, as projeções variavam de uma redução entre 27,7% e 16,2%, com mediana de negativa de 22,4%.

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam queda de 8,6% no ano e redução de 1% em 12 meses.

Notícias