PUBLICIDADE
Topo

Mulher branca discute e aponta arma para família negra nos Estados Unidos

Discussão aconteceu no estacionamento de um fast food em Orion Charter Township, em Michigan, nos EUA - Reprodução/Twitter
Discussão aconteceu no estacionamento de um fast food em Orion Charter Township, em Michigan, nos EUA Imagem: Reprodução/Twitter
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/07/2020 12h46Atualizada em 02/07/2020 15h22

Uma mulher branca apontou uma arma para uma família negra por mais de um minuto durante uma discussão. O episódio aconteceu em um estacionamento de uma lanchonete no município de Orion Charter Towship, em Michigan, nos Estados Unidos.

A ação foi gravada por Takelia Hill, mãe de Makayla Green, adolescente de 15 anos que foi agredida pela mulher.

Segundo a jovem, ela estava entrando na lanchonete quando a moça armada empurrou-a e começou a xingá-la, "como se eu estivesse invadindo seu espaço pessoal", contou ao jornal Detroit News.

Makayla chamou a mãe que foi tirar satisfação. A discussão caminhou para o estacionamento da lanchonete. Hill pediu para a mulher se desculpar, o que foi negado.

Ela e a filha disseram que a mulher era ignorante e racista.

Foi quando a mulher, acompanhada de um homem, disse: "Você não pode simplesmente andar por aí chamando os brancos de racistas. Os brancos não são racistas, ninguém é racista".

Quando o casal deu a partida no carro, Hill apareceu por detrás e deu um tapa no vidro. Ela disse que pensou que eles iram a atropelar. Foi o momento em que a mulher desceu do carro com a arma em mãos.

Hill e Makyla ficaram na mira da arma da mulher não identificada por mais de um minuto. A mulher grita "Afaste-se! Você não pula atrás do meu carro!" em meio a palavrões. Depois ela entra no carro e vai embora.

Hill disse ainda que mais duas filhas estavam no seu carro quando a ação aconteceu. A família, segundo ela, ficou traumatizada.

Notícias